COPA DO BRASIL

Afogados elimina Atlético-MG da Copa do Brasil e ganha R$ 1,5 milhão

Após 2x2 no tempo normal, Coruja do Sertão levou a melhor nos pênaltis e avançou para terceira fase da Copa do Brasil

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 26/02/2020 às 23:48
Notícia
Bruno Cantini/Atlético-MG
Após 2x2 no tempo normal, Coruja do Sertão levou a melhor nos pênaltis e avançou para terceira fase da Copa do Brasil - Bruno Cantini/Atlético-MG
Leitura:

E o Afogados segue fazendo história. Nesta quarta-feira (27), o clube recebeu o Atlético-MG em um confronto válido pela segunda fase da Copa do Brasil. E após ficar no 2x2 no tempo normal, os pernambucanos venceram os mineiros nos pênaltis por 7x6. Com o resultado, o Afogados embolsa R$ 1,5 milhão e enfrenta na próxima fase o Vila Nova ou a Ponte Preta.

Na primeira fase, também no estádio Vianão, a Coruja do Sertão do Pajeú, que tem apenas seis anos de fundação, já tinha eliminado o Atlético-AC. Agora, foi a vez de derrotar o poderoso Atlético-MG, da Série A do Campeonato Brasileiro e campeão da Libertadores da América de 2013. Um feito histórico para os sertanejos, que vão esticar o Carnaval em Afogados da Ingazeira.

Poucos momentos após o final do jogo, a medalhista olímpica Yane Marques, filha da terra, festejou nas redes sociais.

VEJA COMO FOI AFOGADOS X ATLÉTICO-MG

O próximo compromisso do Afogados é neste sábado (29), diante do Sport, às 16h, na Ilha do Retiro, em  uma partida válida pelo Campeonato Pernambucano. Já o Atlético-MG visita o Boa Esporte, neste domingo (1), às 19h, em duelo pelo Campeonato Mineiro.

O JOGO

A partida começou bem equilibrada, com as equipes minimizando os espaços. Aos 4 minutos, o Afogados chegou com o lateral-direito Jader, que fez jogada individual pela direita e chutou de fora da área, mas a bola passou por cima. A outra chegada dos mandantes aconteceu aos 14, quando Diego Ceará finalizou cruzado e por pouco não abriu o marcador. Em seguida, aos 16, a primeira boa chance do Atlético-MG, com a finalização do lateral-direito Guga para a defesa de Wallef.

A outra chegada do Afogados foi aos 22, com um chute de fora da área de Douglas. Em seguida, o Galo responde com uma boa jogada do lateral-esquerdo Guilherme Arana, que termina com a finalização dele para fora. Até o fim do primeiro tempo, a partida seguiu sem grandes chances de gol, com as melhores oportunidades surgindo de bola parada: Otero pelo Atlético-MG e Candinho pelo Afogados.

A etapa final começou com o Atlético-MG pressionando mais em busca do gol, principalmente com os meias Otero e Hyoran. Entretanto, foi o Afogados que abriu o placar. Aos 16, em uma dividida na entrada da área, a bola sobrou para Candinho, que dominou e soltou uma bomba de fora da área sem chances para o goleiro Michael. Mas a alegria durou pouco. Isso porque aos 20 minutos, após bola na trave de Guilherme Arana segundos antes, o próprio lateral cruzou rasteiro e o zagueiro Gabriel empatou o jogo.

E aos 21, o zagueiro Márcio, que já tinha cartão amarelo, fez falta dura e foi expulso, deixando as coisas ainda mais complicadas. No entanto, aos 27, o atacante Philip fez jogada individual pela direita, driblou Igor Rabello, entrou na área e chutou para deixar o Afogados em vantagem. Mas novamente a alegria durou pouco. Isso porque aos 33, o atacante Ricardo Oliveira, que tinha acabado de entrar, completou cruzamento de Arana e empatou o duelo.

Após empatar o jogo, o Atlético-MG seguiu em busca da vitória, enquanto o Afogados se segurava como dava. Mesmo com tanta pressão, o Galo não conseguiu furar a defesa e a partida foi para os pênaltis.

PÊNALTIS

Nos pênaltis, a disputa foi para as cobranças alternadas e o Afogados levou a melhor: 7x6. Diego Ceará e Douglas Bomba perderam para os pernambucanos, enquanto Allan, Nathan e Gabriel perderam pelo Atlético-MG.

FICHA TÉCNICA:

AFOGADOS: Wallef; Márcio, Diego Teles, Eduardo Erê e Heverton Luís; Douglas, Jader (Rodrigo) e Candinho (William Gaúcho); Philip, Thalyson e Diego Ceará. Técnico: Pedro Manta

ATLÉTICO-MG: Michael; Guga, Igor Rabello, Iago Maidana (Savarino) Gabriel e Guilherme Arana; Jair (Ricardo Oliveira), Allan, Otero, Hyoran e Di Santo (Nathan) Técnico: Rafael Dudamel

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias