rosa e silva

Náutico retoma os trabalhos visando ao jogo-treino contra o Treze, nos Aflitos

Náutico enfrenta o Treze no próximo sábado, no Aflitos. Expectativa gira em torno da chegada de novos reforços para fechar elenco do primeiro semestre

Gabriela Máxima
Gabriela Máxima
Publicado em 01/01/2019 às 16:44
Diego Toscano/Editoria de Esportes
Náutico enfrenta o Treze no próximo sábado, no Aflitos. Expectativa gira em torno da chegada de novos reforços para fechar elenco do primeiro semestre - FOTO: Diego Toscano/Editoria de Esportes
Leitura:

Com a reapresentação do elenco do Náutico marcada para esta quarta-feira, o técnico Márcio Goiano inicia o ano com trabalhos intensivos visando à estreia na Copa do Nordeste, no próximo dia 15, contra o Fortaleza, nos Aflitos. A expectativa fica por conta do jogo treino contra o Treze, marcado para o sábado, nos Aflitos – com transmissão da TV Jornal. Na oportunidade, os jogadores voltarão a ser testados e o treinador terá a chance de montar a equipe titular, além de listar necessidades sobre novas contratações. Para o presidente Edno Melo, a estimativa é que o clube traga entre dois e três nomes. Na avaliação de Márcio, o Timbu precisa de pelo menos seis reforços antes da estreia na temporada.

O diretor executivo de futebol, Ítalo Rodrigues, ponderou sobre o assunto, garantindo que os treinos vão determinar a necessidade para novas contratações. “Se pegar o número de Márcio e diminuir o número de Robinho, Luiz Henrique e Fábio (Matos) vai dar o número que o presidente falou. De uma maneira geral, o dia a dia e os jogos vão apresentar a necessidade que muitas vezes a gente não está enxergando. Isso infelizmente é o futebol: um jogador não ir bem ou outro se machucar”, observou o diretor. “Por isso não adianta a gente falar de contratações, porque pode ser menos, pode ser mais. E quando os jogos começarem a gente vai ter uma percepção do nosso trabalho para fazer análise”, comentou.

VERSATILIDADE

Para o início de temporada, o Náutico procura jogadores versáteis, que executem em campo mais de uma função. “Pela atual realidade do clube, a gente não contrata uma posição, um jogador, hoje a gente contrata atletas pelas características”, pontuou.

O dirigente falou também que 2019 deve trazer a mesma estratégia que deu certo em 2018. Isso porque o Timbu anunciou novos nomes para reforçar o elenco para a Série C do Brasileiro, logo depois do final do Pernambucano. “A questão financeira é determinante para saber até onde a gente consegue trazer reforços para o clube. Isso é um fato que depende do rendimento, depende até onde a gente vai conseguir chegar na Copa do Nordeste e Copa do Brasil, mas principalmente de a torcida abraçar o clube. Não adianta o torcedor esperar o resultado para se associar”, comentou.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias