série c

Diretoria do Náutico acredita que Thiago pode se recuperar para encarar o Sampaio

Vice-presidente do Náutico, Diógenes Braga, acredita que Thiago pode se recuperar para o jogo contra o Sampaio e que sua ausência não foi determinante para derrota diate do Globo

JC Online
JC Online
Publicado em 08/08/2019 às 10:43
Notícia
Alexandre Gondim/JC Imagem
Vice-presidente do Náutico, Diógenes Braga, acredita que Thiago pode se recuperar para o jogo contra o Sampaio e que sua ausência não foi determinante para derrota diate do Globo - FOTO: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

O vice-presidente do Náutico, Diógenes Braga, acredita que o time pode voltar a contar com o atacante Thiago para o jogo contra o Sampaio Corrêa, na próxima segunda-feira, às 20h, nos Aflitos. O jogador alvirrubro sofreu uma contusão durante treinamento na semana passada e já desfalcou a equipe na derrota diante do Globo-RN, na última segunda-feira. O dirigente acredita também que o revés não aconteceu por conta da ausência de Thiago. "Não pode tirar esse jogo como uma referência". 

Diógenes explicou a situação. "Ontem saiu a notícia da contusão, mas essa contusão aconteceu semana passada. A gente não desistiu totalmente. O departamento médico e físico estão trabalhando para que ele fique à disposição. O importante é que a gente entenda que Gilmar (Dal Pozzo) tem opções para colocar em campo. A gente tem que valoriza quem está (disponível). Tem dentro do elenco jogadores que podem suprir e até porque a gente tem um sistema de jogo que não depende apenas de um jogador", argumentou o treinador, em entrevista à Rádio Jornal.

SEM REFERÊNCIA

"No jogo contra o Globo todo mundo foi muito mal. Não é uma questão que faltou uma peça. Não pode ter esse jogo como uma referência. Faziam três jogos que o Náutico jogava em alto nível, mas não pode enxergar isso assim. Assim como no começo do ano diziam que a gente tinha dependência de Wallace (Pernambucano)", completou.

Náutico vinha de uma sequência de três vitórias contra Ferroviário, Treze e Confiança, que rendeu a vice-liderança do grupo A da Série C. "Depois das três partidas, a gente não pode tirar o jogo contra o Globo como um padrão. O elenco passou cinco semanas concentrado, com um nível de cobrança interna. Abriram-se 10 dias entre um jogo e outro e aí na verdade parece que o time deu uma relaxada. Até porque não foi só um jogador, foi todo mundo. E todo mundo está consciente que jogou mal, mas que tem tudo para fazer um grande jogo contra o Sampaio", garantiu.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias