campeão

Drama vira felicidade e Náutico conquista Série C

O título do Campeonato Brasileiro da Série C é a primeira conquista nacional do Timbu

Karoline
Karoline
Publicado em 06/10/2019 às 18:09
Análise
Foto: João Victor Amorim/Rádio Jornal
FOTO: Foto: João Victor Amorim/Rádio Jornal
Leitura:

Fugir do óbvio é muito difícil quando se trata da emoção transmitida pelo futebol. Clichê é a base de tudo que se passa dentro das quatro linhas. Como podem 11 homens correndo atrás de uma bola, sem a interferência direta do torcedor, trazer tanta alegria ou frustração? Ação, comédia, fantasia, terror... O gênero favorito do Náutico em campo é mesmo o drama. E como todas as decisões do mata-mata da Série C do Campeonato Brasileiro, a apreensão foi a tônica da grande final, contra o Sampaio Corrêa, neste domingo (6), no estádio Castelão, em São Luís do Maranhão.

>>> Confira hotsite especial do título do Náutico

Tudo com um final feliz, em um 2x2 que dá ao Timbu o primeiro título nacional alvirrubro. Os gols alvirrubros foram marcados por Álvaro e Matheus Carvalho, no segundo tempo. Os gols maranhenses saíram de Everton, no primeiro tempo, e Salatiel, na etapa complementar.

Agora, é pensar em 2020.

O JOGO

O epílogo do Timbu na Terceira Divisão parecia a ressaca de quem já comemorou o mais importante, o acesso. Agora, era só aproveitar tentando manter a dignidade, levando a primeira taça de um título nacional para a Avenida Conselheiro Rosa e Silva. O jogo parava tanto que o relógio parecia trabalhar em ritmo mais lento. Um tempo congelado, como o Náutico em sua defesa.

A vantagem obtida no estádio dos Aflitos, no jogo ida, dia 29 de setembro, por dois gols visivelmente acomodava o time pernambucano. Assim, o drama de dos maranhenses buscando reverter a situação para manter o título desta obra em casa, começou a virar ação aos três minutos de jogo.

Lucas Hulk subiu para cabecear uma bola cruzada de Esquerdinha. O goleiro Jefferson faz boa defesa, segurando firme. Dez minutos depois, a Bolívia Querida voltou à disputa. Everton, de fora da área, finalizou em diagonal para a rede e diminuiu a vantagem do Timbu.

A única chegada do Alvirrubro ao ataque aconteceu apenas aos 28 minutos do primeiro tempo. Matheus Carvalho chutou fraco. A resposta do adversário veio logo no parágrafo seguinte. Aos 29, o arqueiro alvirrubro foi exigido outra vez. Com mais uma boa defesa, Jefferson evitou que o chute de Eloir do meio da rua tivesse como destino as redes.

O Náutico voltou para o segundo tempo tomando para si o protagonismo da partida. Por isso, aos 7 minutos, enquanto mantinha a posse de bola no campo ofensivo, a oportunidade tão aguardada finalmente surgiu. Justamente, pelo herói dessa saga alvirrubra no mata-mata. O meia Jean Carlos cobrou escanteio e o atacante Álvaro mais uma vez fez o grito de gol deixar a garganta dos torcedores do Náutico.

Vendo sua chance diminuir, o Sampaio Corrêa tornou a repetir a pressão da etapa inicial. Faltando menos de vinte minutos para o apito final, uma bola cruzada foi cabeceada na área alvirrubra tendo o ângulo como endereço. Mas, outra vez, o goleiro Jefferson brilhou. O arqueiro cria da base alvirrubra se esticou para buscar e mandar em escanteio.

Como toda boa história épica, a respiração dos alvirrubros voltou a ficar presa, em meia hora do segundo tempo. Hereda cometeu uma falta em Rodrigo na meia-lua do Náutico e, em desespero comum a quem busca uma saída, o goleiro Andrey quem foi para a cobrança. A bola ficou na barreira.

O contorno dramática deu outro susto cinco minutos depois, com uma bomba de Eloir no travessão. E, quem tenta, uma hora acerta. Aos 37 minutos no relógio, Salatiel aproveitou um cruzamento de Esquerdinha e colocou o time maranhense de novo com a vantagem no jogo, precisando apenas de mais um gol para levar a partida para os pênaltis.

Só que a história se escrevia em favor do Náutico. A bola chegou para Matheus Carvalho, adiantada do meio de campo para ele, que correu sozinho contra um marcador. Não deu para o goleiro Andrey mais uma vez. Como nos pênaltis contra o Paysandu e Juventude, o meia-atacante colocou a pelota na rede. Dessa vez, para coroar o primeiro título nacional do glorioso alvirrubro da Avenida Conselheiro Rosa e Silva.

Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
São Luís - Matheus Carvalho invadiu a área e marcou o gol do título - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
São Luís - Matheus Carvalho invadiu a área e marcou o gol do título - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
São Luís - Na comemoração, o sinal de "acabou" - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
São Luís - Na comemoração, o sinal de "acabou" - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
São Luís - Na comemoração, o sinal de "acabou" - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
São Luís - Álvaro marcou o primeiro gol Timbu - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
São Luís - Gilmar Dal Pozzo e Diógenes Braga comemoram - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
São Luís - Jogadores erguem a taça de campeão - Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Leo Motta/JC Imagem
Recife - Torcida Timbu assiste ao jogo nos Aflitos - Foto: Leo Motta/JC Imagem
Foto: Fernando Castro/JC
Recife - Torcida Timbu acomodada nos Aflitos para ver jogo no telão - Foto: Fernando Castro/JC
Foto: Fernando Castro/JC
Recife - Vendedores já comercializavam faixas de campeão antes mesmo do início do jogo - Foto: Fernando Castro/JC
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Fernando Castro/JC
Recife - Sede social dos Aflitos tomada - Foto: Fernando Castro/JC
Foto: João Victor Amorim/Rádio Jornal
São Luís - Torcida do Sampaio saúda a chegada do ônibus do clube - Foto: João Victor Amorim/Rádio Jornal
Foto: João Victor Amorim/Rádio Jornal
São Luís - Torcida do Sampaio saúda a chegada do ônibus do clube - Foto: João Victor Amorim/Rádio Jornal
Foto: João Victor Amorim/Rádio Jornal
São Luís - Torcida do Sampaio saúda a chegada do ônibus do clube - Foto: João Victor Amorim/Rádio Jornal
Foto: João Victor Amorim/Rádio Jornal
São Luís - Estádio Castelão - Foto: João Victor Amorim/Rádio Jornal
Foto: Leo Motta/JC Imagem
Recife - Torcida Timbu acomodada nos Aflitos para ver jogo no telão - Foto: Leo Motta/JC Imagem
Foto: Leo Motta/JC Imagem
Recife - Torcida Timbu assiste ao jogo nos Aflitos - Foto: Leo Motta/JC Imagem
Foto: Leo Motta/JC Imagem
Recife - Torcida Timbu aflita em primeiro tempo que rendeu um gol ao Sampaio Corrêa - Foto: Leo Motta/JC Imagem
Foto: Leo Motta/JC Imagem
Recife - Torcida Timbu aflita em primeiro tempo que rendeu um gol ao Sampaio Corrêa - Foto: Leo Motta/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
- Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem

FICHA DA PARTIDA - SAMPAIO CORRÊA 2x2 NÁUTICO

Sampaio Corrêa: Andrey; Everton, Odair (Alex Henrique), Paulo Sérgio e João Victor; Ferreira, Lucas Hulk (Ulisses) e Eloir; Esquerdinha, Kaue (Rodrigo) e Salatiel Júnior. Técnico: João Brigatti

Náutico: Jefferson; Hereda, Diego, Lombardi e Willian Simões; Josa, Jhonnatan (Jiménez) e Jean Carlos; Matheus Carvalho, Álvaro (Danilo Pires) e Wallace Pernambucano (Jefferson Nem). Técnico: Gilmar Dal Pozzo

Série C 2019 (final) Local: estádio Castelão, em São Luís (MA) Árbitro: Flávio Rodrigues de Souza (SP) Assistentes: Fabrini Bevilaqua Costa (SP) e Fernanda Nândrea Gomes Antunes (MG) Gols: Everton, aos 13' do 1T, e Salatiel, aos 37' do 2T (S); Álvaro, aos 7', e Matheus Carvalho, aos 40' do 2T Cartões amarelos: Matheus (S); Hereda (N) Cartão vermelho: Diego (N)

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias