Planejamento

Náutico não prioriza competições e mira elenco forte em 2020

Planejamento da diretoria alvirrubra é montar um elenco competitivo para disputar as quatro competições no próximo ano

Fernando Marinho
Fernando Marinho
Publicado em 09/11/2019 às 7:28
Notícia
Léo Lemos/Náutico
Planejamento da diretoria alvirrubra é montar um elenco competitivo para disputar as quatro competições no próximo ano - FOTO: Léo Lemos/Náutico
Leitura:

Em meio ao planejamento da próxima temporada, a diretoria do Náutico revelou que o clube não vai priorizar competições no início do ano. O objetivo da cúpula alvirrubra é montar um elenco forte para disputar as competições do primeiro semestre com condição de poupar jogadores sem ter uma perda técnica acentuada. De acordo com o vice-presidente Diógenes Braga, no entanto, não significa que o clube irá contratar jogadores renomados ou extrapolar a folha salarial estipulada em R$ 500 mil para o início de 2020.

"A gente enxerga a Copa do Nordeste e o Campeonato Pernambucano caminhando de forma paralela. O que a gente vai fazer é montar um elenco forte, isso não significa caro ou com jogadores de renome, mas sim um elenco competitivo, dentro da visão de futebol que a gente tem, para que na necessidade de rodar o elenco, não depender apenas de 11 jogadores e não perder força dentro de campo, é isso que a gente entende", explicou Diógenes Braga.

No primeiro semestre de 2020, antes do início da Série B, principal competição na temporada, o Náutico vai disputar três competições: o Campeonato Pernambucano, a Copa do Nordeste e a Copa do Brasil, que tem uma captação de recursos maior. Até o momento, a diretoria do Náutico renovou o contrato de sete jogadores para a próxima temporada: o zagueiro Diego Silva, os laterais Wilian Simões e Assis, o volante Josa, o meia Jean Carlos e os atacantes Jorge Henrique e Matheus Carvalho. Além deles, o técnico Gilmar Dal Pozzo também permanece no time alvirrubro em 2020. Fora as renovações, o Náutico anunciou a contratação do atacante Salatiel, que disputou a Série C pelo Sampaio Corrêa. O centroavante é a primeira cara nova para 2020.

BASE

O vice-presidente do Náutico garantiu ainda que o clube vai dar prosseguimento à política de investimento nas categorias de base, que ganhou destaque nos últimos dois anos com a revelação e venda de jogadores. "Dentro de todo esse processo, vamos buscar fomentar a revelação de atletas, essa foi a primeira coisa conversada com Gilmar Dal Pozzo durante a negociação para renovar o contrato dele. Revelação de atletas é política de estado no Náutico, então isso vai estar acima de competição A ou B, sempre de forma responsável", destacou Diógenes. 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias