Automobilismo

Lewis Hamilton e Nico Rosberg decidem título da Fórmula 1

Última etapa da temporada será disputada neste domingo (23), a partir das 10h (do Recife), em Abu Dabi

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 23/11/2014 às 7:07
Leitura:

O capítulo derradeiro da acirrada briga entre os companheiros de Mercedes pelo Mundial de Pilotos da Fórmula 1 será escrito neste domingo (23), a partir das 10h (do Recife), com a disputa do GP dos Emirados Árabes, no circuito de Yas Marina, em Abu Dabi. De um lado, o britânico Lewis Hamilton, líder da temporada com 334 pontos. Do outro, o alemão Nico Rosberg, que soma 317. Só um deles terá motivos para sorrir após a bandeira final da corrida, que oferecerá pontuação dobrada aos dez primeiros colocados.

O favoritismo é de Hamilton. O britânico depende apenas de suas forças para se sagrar bicampeão de F-1, seis anos após a sua primeira conquista. Se cruzar em segundo, faz a festa mesmo com uma vitória de Rosberg em Abu Dabi. Já para o alemão, que nunca foi campeão da categoria, não basta terminar à frente do inglês, é preciso ainda contar com uma combinação de resultados.

Guiando os supercarros da Mercedes, Hamilton e Rosberg dominaram a temporada 2014 da F-1. Juntos, venceram 15 das 18 corridas disputadas até agora – nas outras três, quem cruzou em primeiro foi o australiano Daniel Riccardo, da RBR. O britânico triunfou em 10 provas (quatro logo no início do campeonato e cinco na reta final). Já o alemão subiu ao degrau mais alto do pódio em cinco GPs e viveu seu melhor momento na metade do ano, quando chegou a pular na frente na classificação.

A disputa ponto a ponto fez ruir a relação amistosa que havia entre eles no início da temporada. Por isso, a expectativa é de um GP tenso, com os dois pressionando para serem beneficiados pela Mercedes nas estratégias de pit stops e no uso dos pneus. A necessidade de vitória deve obrigar o alemão a ter uma postura mais agressiva em Abu Dabi, enquanto Hamilton vai correr com o “regulamento debaixo do braço”, fazendo apenas o necessário para ser bicampeão.

Nico Rosberg chegou a Abu Dabi com o mesmo discurso de depois da vitória no GP do Brasil, no início deste mês, em Interlagos. O alemão disse que aposta muito em um bom rendimento dos pilotos da Williams, principalmente no brasileiro Felipe Massa, para ser campeão. O sonho de Rosberg é vencer nos Emirados Árabes, ver Massa em segundo e Hamilton de terceiro para trás. O vice-líder do campeonato ainda vê o destempero emocional do britânico como um trunfo a seu favor.

“Vimos no Brasil que ele (Hamilton) errou quando pressionado. Espero que possa acontecer isso de novo. Por isso, vou colocar o máximo de pressão que puder em cima dele. Outro fator é a Williams, que pode estar muito perto de nós (dos carros da Mercedes) aqui em Abu Dabi e me dar uma chance”, disse Rosberg, durante a coletiva de imprensa realizada na última quinta-feira.

Na mesma entrevista, Hamilton se disse mais maduro para encarar a pressão de uma decisão. O britânico ainda afirmou que não vai se contentar com o segundo lugar e que vai lutar para fechar o ano com vitória. 

“Sou experiente e estou preparado para fazer uma boa corrida. Certamente, vou buscar a 11ª vitória no ano, chego aqui naturalmente querendo vencer”, garantiu Hamilton.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias