DESTAQUE

Bruna Martinelli brilha na Copa Brasil de Vela 2019

Pernambucana venceu a categoria RS:X nas águas do lago Paranoá, em Brasília

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 20/10/2019 às 18:58
Notícia
Foto Floripa/Divulgação
Pernambucana venceu a categoria RS:X nas águas do lago Paranoá, em Brasília - Foto Floripa/Divulgação
Leitura:

A pernambucana Bruna Martinelli (Marinha do Brasil/TimePE/Bolsa Atleta/TopFit), do Iate Clube de Itamaracá, conquistou neste final de semana o título de Campeã na RS:X feminina da Copa Brasil de Vela 2019, principal evento das classes olímpicas do país, que este ano aconteceu em Brasília, nas águas do lago Paranoá. Ela compete pela classe RS:X, o windsurf olímpico.
Foram realizadas 8 regatas e Bruna se manteve na liderança desde o início da competição, em segundo e terceiro lugar ficaram as paulistas Larissa Schenker e Giovanna Prada.

“A raia aqui é bem imprevisível, o vento some e volta rapidamente. A maioria das regatas foi só bombeando, sem planar e com muito sol e calor, foi bem cansativo. No ano passado, em Florianópolis, comecei vencendo, mas acabei ficando com o vice, esse ano cumpri meu objetivo, que era a vitória”, comentou Bruna.

Os dias foram complicados, ventos fracos e inconstantes tornaram difícil a realização das regatas nos horários previstos, e os velejadores passaram os dias no aguardo para as chamadas de início das disputas. Estavam previstas 12 regatas no campeonato, porém no sábado, último dia, o vento não apareceu e não houve disputas.

Na Copa Brasil 2019 participaram as seguintes classes da vela olímpica: RS:X feminina (classe da pernambucana, windsurf olímpico), RS:X masculina, Laser Standard, Laser Radial, Finn, 470 masculina e feminina e 49er, além das classes da vela jovem 420 e 29er.

Paralelo ao evento, aconteceu a V Copa Brasil de Vela Jovem, sendo a principal oportunidade para os jovens compartilharem experiências com os velejadores veteranos.

CARREIRA

Natural de Recife/PE, Bruna iniciou o contato com a vela por influência dos pais que a levavam para navegar desde os 2 anos de idade. Foi na classe Optimist, aos 9 anos, que Bruna começou nas regatas e teve grande destaque, sendo parte da equipe brasileira nos campeonatos Sul-Americano, Norte-Americano e Europeu. Após o Optimist, passou por outras classes, mas foi na prancha a vela olímpica (RS:X) que Bruna se identificou e resolveu investir pesado.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias