Rio 2016

Alison e Bruno vencem dupla italiana e Brasil chega a marca histórica

Ouro no vôlei de praia faz Brasil igualar sua melhor campanha, em Londres-2012, com cinco ouros

Diego Toscano
Diego Toscano
Publicado em 19/08/2016 às 0:53
YASUYOSHI CHIBA / AFP
Ouro no vôlei de praia faz Brasil igualar sua melhor campanha, em Londres-2012, com cinco ouros - FOTO: YASUYOSHI CHIBA / AFP
Leitura:

Quem manda na praia de Copacabana nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro é o Brasil. Depois da prata de Ágatha e Bárbara, o vôlei de praia brasileiro voltou a ter uma dupla no lugar mais alto do pódio em Olimpíada. Nesta quinta (18), Alison e Bruno bateram os italianos Nicolai e Lupo por 2 sets a 0, parciais de 21x19 e 21x17, e levaram o ouro para o país-sede após 12 anos, quando Ricardo e Emanuel subiram no lugar mais alto do pódio em Atenas.

Essa é a segunda medalha de Alison em Jogos Olímpicos. Em Londres-2012, o brasileiro levou a prata junto com o parceiro Emanuel. Já Bruno Schmidt, logo na sua estreia olímpica, ficou no lugar mais alto do pódio. A medalha inédita para a dupla também é histórica para o Brasil: o ouro da madrugada fez o País igualar a sua melhor campanha dourada na história das Olimpíadas, em Londres-2012. Agora, são cinco medalhas douradas, cinco de prata e cinco de bronze, na 13ª posição do ranking de medalhas.

O JOGO

A arena lotada e a responsabilidade de levar uma medalha de ouro no masculino para o país-sede após 12 anos pesou para os brasileiros, que não começaram bem. Com um saque potente, a dupla italiana chegou a abrir 5x1 na parcial. Depois, com o nervos no lugar e o crescimento da defesa brasuca, o Brasil reagiu e rumava para a vitória, com 16x13 no placar. 

Mas o set não terminaria assim tão fácil: Alison foi parado em três oportunidades e a Itália passou novamente na frente: 19x18. A pressão da torcida, porém, fez a diferença no fim: 21x19 e vantagem brasileira.

O segundo set repetiu o script do primeiro no início: o Brasil errando mais que a Itália e vantagem para a dupla Nicolai e Lupo, com 8x5 no primeiro tempo técnico. Aí, novamente, a defesa brasileira voltou a incomodar a dupla italiana, que tomou dois bloqueios de Alison e ficou tudo igual: 14x14.

Depois desse equilíbrio, o Brasil simplesmente atropelou os italianos. Os ataques de Alison e as defesas de Bruno Schmidt foram uma combinação implacável, e a dupla brasileira fez 7x3 no final do jogo, fechou a última parcial por 21x17 e voltou a colocar o vôlei de praia brasileiro no seu devido lugar: o lugar mais alto do pódio.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias