Série A

Jogadores do Santa não pensam em greve por atraso salarial

Equipe segue focada nos últimos jogos do Brasileirão

Luana Ponsoni
Luana Ponsoni
Publicado em 14/11/2016 às 8:45
Antônio Melcop/Divulgação
Equipe segue focada nos últimos jogos do Brasileirão - FOTO: Antônio Melcop/Divulgação
Leitura:

Além do rebaixamento quase certo, os jogadores do Santa Cruz também estão sofrendo com os atrasos de salários. Os atletas, porém, não pensam em entrar em greve, assim como fizeram os demais funcionários do clube. O Santa volta a jogar pelo Brasileirão nesta quarta-feira (16), no estádio Couto Pereira, para tentar evitar a queda  iminente para a Série B. 

 "O grupo é fechado. A gente trabalha e deixa nas mãos da diretoria. Nem pensou (a gente) em parar porque eles vão resolver. Teve coisa que prendeu o dinheiro aí e tava errado, mas temos que trabalhar", afirmou o atacante Keno.

EMPECILHO

Os problemas financeiros, porém, estão sendo decisivos para determinar a permanência ou não de algumas peças no clube coral em 2017. É o caso de Luan Peres, que deve voltar à titularidade no lugar de Wellington Silva no jogo contra o Coxa. Ele questionou a direitoria se o problema dos atrasos permaneceria, caso acertasse com o clube uma possível renovação. O assunto também foi levantado pelo volante Derley, mas de forma otimista.

"É muito complicado, mas temos confiança na diretoria e no presidente. É chato para nós jogadores, difícil até de comentar", disse.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias