VITRINE

Mesmo com rebaixamento do Santa Cruz, jogadores conseguem se valorizar

Atletas como Keno e João Paulo estão sendo disputados por outros clubes

Thiago Wagner
Thiago Wagner
Publicado em 12/11/2016 às 8:00
Diego Nigro/JC Imagem
Atletas como Keno e João Paulo estão sendo disputados por outros clubes - FOTO: Diego Nigro/JC Imagem
Leitura:

Apesar de estar praticamente rebaixado na Série A do Campeonato Brasileiro, o time é o vice-lanterna com 27 pontos e precisa de um milagre para escapar da degola, o Santa Cruz está chamando a atenção nacionalmente com seus jogadores, que estão na mira de alguns dos principais clubes do Brasil, como Keno e João Paulo. Prova que mesmo com a queda algumas peças conseguiram se destacar individualmente falando.

O atacante Keno foi o mais badalado do Tricolor. Com nove gols no Brasileirão, o jogador despertou uma disputa entre Santos e Palmeiras pelos direitos econômicos do atleta. Melhor para o Verdão, que conseguiu um contrato de quatro anos com o atacante.

Oficialmente nem Keno nem o Palmeiras falam sobre a negociação. Preferem esperar o contrato com o Santa Cruz terminar para depois divulgarem a transferência. Mas já é certo que o jogador vestirá verde em 2017.

João Paulo é outro que pode rumar para outro clube no ano que vem. O meia se destacou menos do que Keno, é verdade, mas desperta o interesse de clubes como Corinthians, Ponte Preta, Botafogo e até mesmo o Bétis, da Espanha. A tendência é que João Paulo vá para o Botafogo, até por conta da Libertadores, porém, nada foi fechado.

Além desses dois, peças como Léo Moura, Néris e Grafite também saem por cima. Não foram regulares durante todo o campeonato, mas conseguiram se destacar em algum momento. Grande nome do Santa Cruz, Grafite tem dez gols na competição e ainda sonha com a artilharia do Brasileirão. Já Léo mostrou que a idade não pesa no seu futebol, seja jogando como lateral ou meia. Os dois gols nas duas últimas partidas do Tricolor mostram isso.

PERSPECTIVA

Tudo isso dá uma perspectiva positiva para o Santa Cruz em 2017, principalmente se algumas peças ficarem. Se o bom rendimento delas for mantido, o time pode brigar pelo acesso e quem sabe voltar para a elite nacional. Mas mesmo que os jogadores saiam do Arruda, os corais podem sair lucrando. Com Keno irão ganhar 30% das transferência por conta do direito de vitrine, enquanto que com João Paulo podem ganhar um valor considerável pela quebra do contrato, que vai até o fim de 2017. Para um clube que foi rebaixado e que passa por dificuldades financeiras, não é nada mal tirar algo de bom no fim da temporada.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias