Honra

Santa Cruz luta pela sobrevivência na Série A e pelo futuro

Jogadores da Cobra Coral falam em lutar pela dignidade no Brasileirão

Diego Toscano
Diego Toscano
Publicado em 14/11/2016 às 7:53
Guga Matos/JC Imagem
Jogadores da Cobra Coral falam em lutar pela dignidade no Brasileirão - FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

Mais do que “atrasar a matemática”, a semana decisiva do Santa Cruz também é pela dignidade. Mesmo podendo ter seu rebaixamento sacramentado na Série A contra o Coritiba, na próxima quarta-feira (16), no Couto Pereira (PR), os jogadores corais falam em atuar mais do que só pela pontuação no campeonato. Isso porque, além da vice-lanterna do Brasileirão, o clube passa por momentos complicados também fora dos gramados. No momento, o Tricolor do Arruda deve três meses de salários para os atletas e quase seis para os demais funcionários.

“É uma briga que a gente tem que comprar. A força dos funcionários e do clube são os jogadores. Não podemos deixar os funcionários sozinhos de maneira nenhuma. Brigamos por um clube melhor. É muito maior do que só dentro de campo. O nosso empenho e a nossa dedicação é pelo bem do Santa e pelo nosso futuro dentro dele”, afirmou o zagueiro Danny Morais, que frisou que os salários atrasados não abatem o grupo. “No momento que entramos no campo, para os treinamentos ou para os jogos, temos que ser profissionais e esquecer os problemas”, completou.

Para não ser rebaixado na 35ª rodada, o Tricolor do Arruda precisa de uma combinação de resultados. Além da vitória contra o Coritiba em solo paranaense na quarta-feira, o Internacional não pode vencer a Ponte Preta, no Beira Rio, e o Vitória precisa perder para o Santos, na Vila Belmiro. As duas partidas acontecem no dia seguinte a dos corais.

“As pessoas vem falando sobre essa luta contra o rebaixamento há muito tempo. Mesmo nos momentos mais complicados, a gente nunca deixou de lutar. Não é difícil só pela pontuação, mas pela situação que o clube vem passando. Como a gente nunca deixou de encarar as adversidades, não vai ser agora que vamos nos abater com mais um adversário difícil”, ressaltou o zagueiro coral.

MUDANÇA

No primeiro coletivo da semana, no último sábado (12), o técnico Adriano Teixeira esboçou a equipe que enfrenta o Coritiba. E a principal novidade foi na zaga. Mesmo recuperado da caxumba, Néris não deverá ser titular contra o Coritiba. Voltando de suspensão, Luan Peres foi escalado entre os titulares no lugar de Wellington Silva. Foi a única mudança em relação ao time que venceu o América-MG, no último dia 6.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias