Na bronca

Apresentado no Santa, Elicarlos detona antiga diretoria do Náutico

"Ninguém sabe o que passei. Tudo que tinha de errado no clube falavam que era eu", desabafou volante

Diego Toscano
Diego Toscano
Publicado em 16/01/2017 às 19:55
Bobby Fabisak/JC Imagem
"Ninguém sabe o que passei. Tudo que tinha de errado no clube falavam que era eu", desabafou volante - FOTO: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

Após três passagens no Náutico, Elicarlos foi apresentado nesta segunda (16) no Santa Cruz. No dia que vestiu a primeira vez a camisa da Cobra Coral, o volante desabafou contra o seu ex-time da capital pernambucana. Em 2014, o jogador deixou o clube da Rosa e Silva de maneira conturbada. Agora, o atleta criticou a cúpula da gestão Glauber Vasconcelos, afirmou que não saiu do Náutico pelos salários atrasados e que, mesmo com as críticas, não guarda mágoa da equipe da Rosa e Silva.

"Falaram que salário atrasado foi o que me motivou a sair do Náutico. Não foi isso. Ninguém sabe o que passei. Tudo que tinha de errado no clube falavam que era eu. Quando ganhava o jogo, ninguém se importava comigo. Quando perdiam, falavam que a culpa era minha. Teve um momento que não deu mais para permanecer", desafabou o volante.

MOTIVOS

Perguntado sobre os motivos da saída do Timbu, Elicarlos preferiu não revelar. "Não vou chegar e falar. Não tenho nada contra o Náutico. Vocês tem que perguntar aos diretores que estavam no tempo. De salário atrasado, se eles confirmarem quanto tempo foi e o valor exato, vou confirmar pra vocês. Não tem essa de uma semana, um ou dois meses. Foram muitas coisas", finalizou Elicarlos.

Últimas notícias