CASTELÃO

Santa Cruz leva virada e perde do Ceará pela Copa do Nordeste

Goleiro Anderson teve grande atuação, mas tricolor acabou sendo derrotado por 2x1 pelo Vozão

Marcos Leandro
Marcos Leandro
Publicado em 23/03/2019 às 17:46
Estadão Conteúdo
Goleiro Anderson teve grande atuação, mas tricolor acabou sendo derrotado por 2x1 pelo Vozão - Estadão Conteúdo
Leitura:

Mesmo com atuação impecável do goleiro Anderson, o Santa Cruz perdeu para o Ceará por 2x1, de virada, na tarde deste sábado (23/3), no Estádio Castelão, pela sétima rodada da Copa do Nordeste. O jogo teve transmissão da TV Jornal

Apesar do tropeço, o time pernambucano segue na vice-liderança do Grupo A, com nove pontos, perto da classificação para as quartas de final. Já o Vovô lidera o Grupo B, com 15 pontos.

VEJA O LANCE A LANCE

O JOGO

Abrindo mão do terceiro atacante e encorpando o meio de campo com três volantes, o tricolor começou o duelo mais equilibrado. Marcando bem, sem dar espaços e ainda conseguindo ser reativo.

Tanto que as três primeiras chegadas foram do time pernambucano. Na primeira, logo aos oito minutos, Luiz Felipe deixou Augusto na cara do goleiro Richard. O atacante tentou encobrir e perdeu grande oportunidade. Em seguida, o camisa 7 fez boa jogada e tocou para Alan Dias na pequena área. Lance interceptado pelo volante Juninho. Mas na cobrança de escanteio veio o gol, com Bruno Ré subindo mais alto e desviando, sem chances para Richard.

O Ceará só conseguiu a primeira finalização aos 15, com ricardinho, de fora da área. Mas aí emendou sequência de ataques perigosos. Foram oito seguidos, em 25 minutos. Em três deles, o goleiro Anderson fez quatro defesas. Numa delas, salvou a equipe, numa cabeçada à queima-roupa de Roger. Em outra, Samuel Xavier recebeu livre dentro da área e chutou por cima.
O Santa só voltou a dar um chute em gol aos 41, com João Victor aproveitando rebote e mandando para fora. O problema é que, em seguida, Roger aproveitou contra-ataque e quase empata.

No segundo tempo, o Ceará trocou Ricardinho e Roger pelos ex-tricolores Wescley e Ricardo Bueno. E já pressionando. Com Anderson fazendo logo duas grandes defesas. A primeira em chute de Juninho. A outra em cabeçada forte de Ricardo Bueno.
Aos 5, no entanto, Carleto deixou tudo igual. Cobrando falta, com a bola passando no meio da barreira.

A partir daí, os cearenses seguiram melhores, mas diminuindo a pressão. Mesmo assim, chegaram ao que seria o segundo gol, marcado por Ricardo Bueno e mal anulado pelo arbitragem. Depois, o melhor em campo voltou a evitar outro gol, ao defender chute forte e rasteiro do atacante Chico.

O castigo veio no final, aos 41, com gol de Ricardo Bueno, após drible desconcertante em Cesinha. Foi o gol da vitória do Ceará. 

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias