Série C

Com gol salvador de Pipico, Santa Cruz consegue empate diante do Globo

O Santa Cruz segue na zona de classificação do Grupo A após o empate na 8ª rodada

Davi Saboya
Davi Saboya
Publicado em 17/06/2019 às 22:08
Análise
Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
O Santa Cruz segue na zona de classificação do Grupo A após o empate na 8ª rodada - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/JC Imagem
Leitura:

O atacante Pipico brilhou mais uma vez e salvou o Santa Cruz de nova derrota na Série C do Campeonato Brasileiro. A Cobra Coral empatou por 3x3 diante do Globo, nesta segunda-feira, no estádio Barretão, na cidade de Ceará-Mirim, pela 8ª rodada. Na raça, os tricolores conseguiram o empate no fim do confronto com o artilheiro. Os outros gols foram marcados por Dudu e Ramon (contra). Bam Bam (2x) e Negueba fizeram para a equipe potiguar. Com o resultado, o Santa ocupa a terceira colocação do Grupo A com 13 pontos.

O próximo jogo do Santa Cruz acontece no sábado diante do Náutico. O Clássico das Emoções está marcado, à princípio, para o estádio do Arruda. A dúvida fica por conta do estado do gramado do José do Rego Maciel.

O JOGO

Os pernambucanos tiveram a chance de abrir o placar logo no segundo minuto. O atacante Pipico recebeu o passe de Elias, saiu na cara do goleiro Rafael, mas bateu para fora e tirou tinta da trave. O time do técnico Milton Mendes começou o duelo segurando o adversário sem sofrer ameaças e buscando espaços no ataque. Porém, encontrava dificuldade pelo meio e nas laterais não acertou na transição ofensiva.

A resposta do Globo só aconteceu aos 30 minutos e foi fatal. Pouco tempo antes, meia Chiclete saiu na cara do arqueiro coral Anderson, driblou o goleiro e bateu para fora. Mas um vacilo da defesa do Santa Cruz custou caro em seguida. O volante Ítalo Henrique cortou errado o lance, a bola sobrou para o atacante Bam Bam, que dominou e mandou para o fundo da rede.

Gol que o Tricolor do Arruda sentiu no final do primeiro tempo. Ofensivamente, não conseguiu levar perigo a meta do Globo. Como consequência disso, a defesa teve mais trabalho. O ataque do Globo conseguiu cercar a defesa coral.

Após o intervalo, o Santa Cruz voltou com outra postura para a etapa final. E não demorou para ter sucesso. Aos 7, o lateral-direito Marcos Martins cruzou, o meia Daniel Costa não conseguiu dominar e o atacante Dudu bateu de primeira para empatar o confronto.

O empate coral deixou a partida aberta. O Santa começou a pressionar o Globo, que não ficou apenas na defesa e buscou o triunfo também. Sempre buscando o artilheiro Pipico, os corais tentavam o segundo gol, mas erravam no último passe.

Já o Globo conseguiu ser eficiente mais rápido. Aos 26, o lateral-direito Marcos Martins falhou na marcação, o atacante Negueba aproveitou o vacilo, invadiu a grande área e mandou para o fundo da rede na saída de Anderson. Quatro minutos depois, Bam Bam cobrou uma falta com perfeição e ampliou.

Só que no fim do jogo brilhou a estrela do atacante Pipico. Aos 40, ele arrastou a defesa do Globo, invadiu a grande área, e na tentativa do desarme, o volante Ramon mandou contra a própria meta. Porém, o árbitro Philip George anotou o gol para o tricolor.

E com o centroavante coral, vacilou, levou. Faltando dois minutos para o fim da partida, Pipico recebeu dentro da grande área e bateu de primeira para sacramentar o empate.

FICHA DO JOGO - GLOBO 3X3 SANTA CRUZ

Globo - Rafael; Glaubinho (Luiz Renan), Lucão, Jobert e Nininho; Ramon, Jardel, Chiclete (Radames) e Jean Natal; Negueba (Cícero Mateus) e Bambam. Técnico: Higor Araújo.

Santa Cruz - Anderson; Marcos Martins, João Victor, Willian Alves e Carlos Renato (Cesinha); Ítalo Henrique, Allan Dias (Daniel Costa) e Dudu; Everton, Elias (Augusto) e Pipico. Técnico: Milton Mendes.

Local: estádio Barretão, Ceará-Mirim-RN. Árbitro: Philip Georg Bennett (RJ). Assistentes: Wendel de Paiva Gouvea e Thiago Gomes Magalhães (ambos do RJ). Cartões amarelos: Chiclete, Glaubinho, Negueba (Globo). Cartão vermelho: Bam Bam (Globo). Gols: Bam Bam aos 30' do 1ºT e  33' do 2ºT, Dudu aos 7' do 2ºT, Negueba aos 26' do 2ºT e Pipico aos 40' e 48' do 2ºT. Público: 258 torcedores. Renda: R$ 5.100

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias