SANTA CRUZ

Na mira do Santa Cruz, Osmar Loss não descarta acerto

Ao JC, Loss apontou o Santa Cruz como 'gigante' e valorizou torcida

Diego Borges
Diego Borges
Publicado em 14/10/2019 às 19:46
Notícia
Foto: Tiago Caldas / EC Vitória
Ao JC, Loss apontou o Santa Cruz como 'gigante' e valorizou torcida - FOTO: Foto: Tiago Caldas / EC Vitória
Leitura:

Apontado como primeiro passo no planejamento estratégico da temporada 2020, o Santa Cruz segue em busca do acerto do seu novo treinador. Com a renovação de contrato do técnico João Brigatti com o Sampaio Corrêa, equipe que conduziu ao vice-campeonato da Série C 2019, o Tricolor passou a cogitar a vinda de Osmar Loss, que segue sem clube após a demissão do Vitória desde o início do mês de Agosto.

Segundo noticiado pelo repórter Antônio Gabriel, da Rádio Jornal, Loss entrou na mira do Santa Cruz como possível comandante para a próxima temporada. Em entrevista ao Jornal do Commercio, o treinador alegou que ainda não foi procurado pelo clube coral.

"Não tive contato nenhum com ninguém ligado ao Santa Cruz", apontou Loss, antes de destacar o trabalho atual. "Estou envolvido com a preparação de aulas que dou na CBF academy."

Entretanto, o treinador não descarta a possibilidade de uma negociação com o clube que aponta como 'gigante' no Nordeste e ressalta o poder da torcida coral. "Com certeza... O Santa Cruz é um gigante do futebol nordestino. Um time que tem uma torcida apaixonada."

CURRÍCULO

Hoje com 44 anos, Loss iniciou a carreira de treinador nas categorias de base do Internacional em 2006. No futebol profissional, teve o Juventude em 2009 e 2010 como primeiro clube, além de comandar o Internacional como interino em 2011 e 2012.

Osmar Loss, no entanto, ganhou maior destaque no cenário nacional ao conquistar a Copa São Paulo Sub-20 em 2015 e 2017 pelo Corinthians, onde revelou valores da base alvinegra como Guilherme Arana, Pedrinho, Malcom, entre outros. Cedido ao Bragantino, não obteve grande sucesso em 2015, mas assumiu a equipe profissional do Corinthians por 22 jogos em 2018, após a saída de Fábio Carille para o futebol árabe.

Após voltar ao cargo de auxiliar do Timão, iniciou a temporada 2019 no Guarani, com 13 jogos e mais recentemente comandou o Vitória por dez partidas, onde segue trabalhando na CBF Academy desde então.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias