Série A

Com apoio da torcida, Sport recebe Ponte Preta na Ilha

Em jogo com promessa de casa cheia, Leão busca voltar a vencer e festejar com os tocedores

Alexandre Arditti
Alexandre Arditti
Publicado em 27/10/2016 às 7:27
Guga Matos/JC Imagem
Em jogo com promessa de casa cheia, Leão busca voltar a vencer e festejar com os tocedores - FOTO: Guga Matos/JC Imagem
Leitura:

Em uma partida em que não resta outra opção aos rubro-negros a não ser “vencer ou vencer”, a torcida promete atender o apelo feito pelo elenco e mais uma vez lotar a Ilha, agora com a expectativa de quebra de recorde de público no ano. Tudo para empurrar o Sport para cima da Ponte Preta, nesta quinta (27), às 19h30, pela 33ª rodada do Brasileirão. Injeção de ânimo mais do que necessária para uma equipe pressionada pela incômoda briga contra o rebaixamento – é o 16º colocado, com 37 pontos, a apenas dois do Vitória, que abre o Z-4. Já a Macaca é a 10ª, com 45.

Poder contar com o “12º jogador” em um momento delicado como o de agora é motivo de entusiasmo para os rubro-negros. Mas o técnico Daniel Paulista alerta para evitar que o incentivo se transforme em pressão extra contra o próprio time a depender do desenrolar da partida. “O torcedor está entendendo o nosso momento, sabe que temos dificuldades no campeonato. Que os torcedores venham para nos ajudar e jogar ao nosso lado o tempo inteiro. Para que, dentro de campo, possamos corresponder as expectativas”, disse o comandante.

Para garantir casa cheia, a diretoria leonina decidiu pela segunda vez consecutiva liberar a entrada gratuita dos sócios no estádio e manter os preços para não-sócios a R$ 10. Funcionou. A maioria dos setores se esgotou anteontem. Foi assim no meio da semana passada, quando 24.138 pessoas acompanharam o Sport bater por 1x0 o Vitória. O maior público do clube no ano foi na derrota por 3x1 para o Palmeiras, no dia 4 de julho, pela 13ª rodada do Brasileirão. Na ocasião, 26.419 torcedores assistiram ao duelo.

“Precisamos desse apoio para conseguir o resultado positivo e sair da parte de baixo da tabela. Ficamos sabendo que quase todos os ingressos já foram vendidos. Ficamos satisfeitos. Será um estímulo a mais”, afirmou o lateral-esquerdo Renê. “Se a torcida fizer o que fez contra o Vitória temos tudo para vencer novamente. Os torcedores encheram a Ilha e nos apoiaram do início ao fim. É desse torcedor que a gente precisa. Aquele que apoia até mesmo quando erra o passe, pois sabe que estamos dando a vida dentro de campo”, endossou o atacante Rogério.

TIME

Sobre o time que vai a campo, Daniel Paulista aposta na sequência. Em sua terceira partida desde que foi efetivado como técnico, não mexe na escalação inicial. Rodney Wallace e Everton Felipe seguem abertos pelos lados do ataque, com Rogério mais centralizado. Vice-artilheiro do Brasileiro, com 11 gols, Diego Souza será o principal encarregado pela criação no meio-campo.

“O time está definido. É o mesmo dos últimos dois jogos. Estou procurando dar uma sequência ao time, que na minha visão foi bem nos dois jogos. A expectativa é que hoje eles possam repetir as boas atuações”, comentou Daniel Paulista, que não poderá contar com Gabriel Xavier, com dores no pé esquerdo.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias