COPA DO BRASIL

De forma vexatória, Sport é eliminado nos pênaltis na Ilha do Retiro

Time leonino sofre apagão no segundo tempo e vê Ferroviário levar a classificação à terceira fase da Copa do Brasil nos pênaltis

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 15/02/2018 às 20:24
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
FOTO: Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

O Sport viu a classificação à terceira fase da Copa do Brasil escapar pelos dedos. Depois de estar vencendo por 3x0 (gols de Anselmo, Fabrício e Marlone), o Leão sofreu um apagão no final do 2º tempo e viu o Ferroviário empatar (Mazinho, duas vezes, e Valdeci) em 11 minutos e levar a decisão para os pênaltis. Nas cobranças do tiro livre direto, melhor para os cearenses, que venceram por 4x3, nesta quinta-feira, na Ilha do Retiro.

O Leão volta a campo no próximo domingo. Desta vez, pela 7ª rodada do Pernambucano, para encarar a equipe do América, às 16h, novamente na Ilha do Retiro.

O JOGO

Ao contrário do que se imaginava, o Sport não começou a partida se impondo e fazendo valer o mando de campo. Muito pelo contrário. Os rubro-negros pareciam que estavam atuando fora de casa. Com a Ilha do Retiro com um público aquém (3.238) e os poucos torcedores que compareceram pressionando o time desde os primeiros minutos, o Ferroviário se sentiu em casa.

Mostrando bastante entrosamento e organização tática - tudo o que o Sport carece nesse início de temporada -, a equipe cearense sabia o que fazer quando tinha a posse de bola e tocava no campo do Sport com extrema facilidade. Tanto que quase abre o placar logo aos 11 minutos, após cruzamento de Amaral e cabeçada certeira de Valdo Bacabal para a defesa providencial de Magrão.

Com dificuldade para sair tocando pelo meio, o Sport passou a apostar nas investidas pelos flancos. Primeiro com Leandro Pereira, aos 25 minutos, aproveitando o cruzamento de Gabriel e cabeceando para fora. Depois com o colombiano Henríquez testando a bola no travessão, com desvio do goleiro Bruno Colaço, após cobrança de falta de Marlone, aos 36. Mas, na sequência da jogada, o gol. Após cobrança de escanteio de Marlone, a bola ficou num bate-rebate dentro da área e sobrou para Rogério do lado oposto. O atacante tocou voltando para Anselmo fuzilar a meta cearense e abrir o placar: 1x0.

Na volta para o segundo tempo, a história mudou. Com o Ferroviário se vendo obrigado a sair para o jogo, o Sport passou a ter mais volume e a apostar nos contra-ataques. Com três minutos, Rogério já tinha finalizado sozinho dentro da área para a defesa de Colaço. E não demorou muito para o time cearense mostrar uma vulnerabilidade defensiva e permitir o Leão ampliar o marcador. Aos 10, Marlone desceu em velocidade, abriu para Capa na esquerda e emendar um cruzamento na medida pra Fabrício chegar cabeceando: 2x0.

Mesmo com o placar favorável, os comandados de Nelsinho Baptista não deixaram de abdicar do ataque. E foram premiados. Aos 26, Rogério desceu pela direita, viu a passagem de Índio em disparada e tocou. O prata da casa teve calma para observar a movimentação de Marlone e rolar para o meia marcar: 3x0.

Apesar de um prejuízo enorme para tirar, o Ferroviário não desistiu do sonho da classificação. Aos 30 minutos, Mazinho aproveitou a cobrança de escanteio para subir sozinho e descontar: 3x1. Empolgado com o primeiro gol anotado, o Ferrão foi pro tudo ou nada. Sete minutos depois, Andrei fez jogada individual pela direita e cruzou rasteiro para novamente Mazinho marcar o segundo: 3x2.

O Sport sentiu o golpe e permitiu o empate cearense. Aos 41 minutos, Sávio cruza para Valdeci entrar sozinho na segunda trave e empatar a partida e levar a decisão para os pênaltis.

Nos tiros livres diretos, melhor para o Ferroviário, que venceu por 4x3. Rogério e Marlone perderam as cobranças do Sport.

Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem
- Foto: Alexandre Gondim/JC Imagem

SPORT

Magrão; Felipe (Neto Moura), Henríquez, Léo Ortiz e Capa; Anselmo, Fabrício e Thomás; Marlone, Gabriel (Índio) e Leandro Pereira (Rogério). Técnico: Nelsinho Baptista.

FERROVIÁRIO

Bruno Colaço; Jean (Valdeci), Túlio e Erandir; Amaral (Emerson Santos), Mazinho, Janeudo e Sávio; Andrei, Mota e Valdo Bacabal (Rodrigo Rodrigues). Técnico: Ademir Fonseca.

Local: Estádio da Ilha do Retiro.
Árbitro: Rodrigo Batista Raposo (DF).
Assistentes: Ciro Chaban Junqueira e Luciano Benevides de Sousa (ambos do DF).
Gols: Anselmo, aos 38 minutos do 1º tempo. Fabrício, aos 10, Marlone, aos 26, Mazinho aos 30 e 37, e Valdeci aos 41 do 2º tempo.
Público: 3.238.
Renda: R$ 55.655.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias