ARRANCADA

Sequência do Sport no Brasileirão é animadora

Time rubro-negro terá pela frente confrontos mais tranquilos que os concorrentes que lutam pelo descenso

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 07/11/2018 às 7:33
Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Time rubro-negro terá pela frente confrontos mais tranquilos que os concorrentes que lutam pelo descenso - FOTO: Foto: Bobby Fabisak/ JC Imagem
Leitura:

Um retrospecto de time que briga pelo título. Apesar de lutar para escapar do rebaixamento à Série B, nas últimas cinco rodadas do Brasileirão, o Sport conseguiu uma arrancada impressionante: quatro vitórias (Internacional, Vasco, Grêmio e Ceará) e uma derrota (Atlético-PR), com aproveitamento de 80% dos pontos disputados. Números que só o deixa atrás do líder Palmeiras que, nesse mesmo recorte, obteve quatro vitórias e um empate. Tal façanha garantiu a saída do time rubro-negro da zona do rebaixamento - ocupa a 16ª colocação, com 36 pontos.

A sequência positiva não só melhorou a pontuação da equipe leonina, mas também deixou a equipe com bons números nos critérios de desempate. O que pode ser fundamental na última rodada. Dos times que brigam mais diretamente contra o rebaixamento - do Corinthians (12º, com 39 pontos) a Chapecoense (19º, com 34) -, o Sport tem o maior número de vitórias, dez, ao lado dos corintianos. Com relação aos gols marcados, os rubro-negros balançaram as redes adversárias em 32 oportunidades, só tendo um pior desempenho que o Vasco, que assinalou 37 gols.

Mesmo com o crescimento significativo do Sport, o técnico Milton Mendes tratou de dividir o mérito com todos que fazem parte do clube. “Eu não fui o grande responsável (pela arrancada do time). Os jogadores que são os obreiros. Ninguém faz nada sozinho. Lá atrás algumas coisas não estavam acontecendo e, agora, passaram a acontecer. Fizemos algumas arrumações das cadeiras, posicionamentos e as coisas fluíram. Mas sou uma peça. Outra é Maluf (Aluísio, diretor de futebol), Klauss (Câmara, executivo de futebol), Laércio (Guerra, vice de futebol), o presidente Arnaldo (Barros), os jogadores. Todos são fundamentais nessa arrancada. O torcedor, sem dúvida, também tem a sua parcela”, declarou.

RETA FINAL

Um fato que anima os rubro-negros é a sequência de jogos restantes na Série A. Na teoria, o Leão terá pela frente confrontos mais tranquilos em relação aos seus concorrentes diretos na luta contra o descenso. No final de semana, os comandados de Milton Mendes vão ao Rio de Janeiro medir forças com um provável time misto do Fluminense, já que o tricolor entra em campo hoje contra o Atlético-PR, em Curitiba, pela Copa Sul-Americana. Em seguida, dois jogos como mandante: Vitória e Flamengo. Logo depois, dois fora de casa: Chapecoense e São Paulo. Por fim, na última rodada, o Santos, na Ilha do Retiro.

Dos sete concorrentes do Sport, quem tem a trajetória mais árdua é o Vasco, que só vai encarar equipes que brigam na parte de cima da tabela, com exceção do último jogo na competição, quando vai enfrentar um rival direto: Grêmio (F), Atlético-PR (C), Corinthians (F), São Paulo (C), Palmeiras (C) e Ceará (F).

“Quando aceito um projeto, eu acredito nele. Sabia do desafio (ao aceitar a proposta do Sport). Acreditei nas pessoas. Olhei para o plantel e vi que era qualificado. Continuo acreditando que podemos conseguir coisas boas. Temos de pensar passo a passo e seguir trabalhando forte”, falou Milton.

 

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias