série b

Técnico do Sport diz que é ''difícil'' derrota preocupar

O Leão perdeu a invencibilidade de sete jogos diante do América-MG

Karoline Albuquerque
Karoline Albuquerque
Publicado em 21/09/2019 às 0:13
Notícia
Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
O Leão perdeu a invencibilidade de sete jogos diante do América-MG - FOTO: Foto: Alexandre Gondim/ JC Imagem
Leitura:

A derrota desta sexta-feira (20) do Sport para o América-MG dificilmente preocupa o técnico rubro-negro Guto Ferreira. Na ilha do Retiro, o Leão encerrou a sequência de sete jogos sem derrota ao perder por 2x0 na 24ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Mas, apesar de enxergar os erros do seu time, o comandante afirma que nem todo adversário será aguerrido como os mineiros foram.

“Enfrentamos uma equipe que vem em um momento muito positivo. Agora chega a onze partidas invictos. Uma equipe muito aguerrida. Nós não vamos encontrar todas as equipes assim. O América marcou muito. Se você pegar o jogo todo, com exceção das bolas paradas, teve no primeiro tempo uma jogada e uma ou outra no segundo tempo. No mais, marcaram e jogaram no nosso erro”, analisou Guto.

O grande problema do Sport foi ter sofrido o primeiro gol. Pois, na visão do técnico, o América-MG jogaria pelo empate. Se o Leão abrisse o placar, o time mineiro iria se abrir. “Futebol é isso. A briga de quem tem o placar para ter a estratégia. Infelizmente, saímos atrás e não conseguimos recuperar”, emendou.

Guto também destacou o estudo feito pelo América em cima do estilo de jogo do Sport. Desde o princípio da partida, o Coelho travou a saída de bola pernambucana, elevando a marcação e fazendo uma forte blitz para recuperar as bolas perdidas e jogar no contra-ataque. Algo avassalador nos primeiros 10 minutos de partida. As saídas esporádicas do Sport aconteceram sem consistência.

Quando viu seu time começar a sair, Guto lamentou não romper a última linha, chegando na intermediária e não conseguindo avançar. Assim, o Sport não bateu em gol no primeiro tempo.

Para o comandante rubro-negro, o único ponto positivo da partida foi a boa estreia do volante Willian Farias. E a boa chance no primeiro minuto da etapa complementar. Logo frustrada no gol inaugural do América.

“Na sequência sentimos. Quando a gente começou a querer, não deu tempo e tomou o segundo gol. Com 2x0 no placar, nossa equipe sem conseguir romper, bolas que chegavam pelos lado estavam sendo levantadas. Não conseguia chegar em uma condição de vantagem de espaço para meter a bola na área no chão”, comentou.

As opções de mudança com Léo Arthur e Helton não deram resultado e o ferrolho americano seguiu bem fechado. “Infelizmente não aconteceu”, concluiu o comandante.

Guto Ferreira agora prepara o Sport para o próximo compromisso. Já na terça-feira (24), o Leão encara o Londrina, fora de casa, no estádio do Café.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias