ENCAIXE

Guto vibra com quebra de tabu do Sport de não tomar gols pelo terceiro jogo seguido

Treinador destacou a importância de o time rubro-negro está pontuando nas rodadas

Filipe Farias
Filipe Farias
Publicado em 21/10/2019 às 7:31
Notícia
Foto: Anderson Stevens/ Sport
Treinador destacou a importância de o time rubro-negro está pontuando nas rodadas - FOTO: Foto: Anderson Stevens/ Sport
Leitura:

Se o Sport não conseguiu diante do Brasil-RS a terceira vitória consecutiva na Série B, ao menos, chegou a marca de três partidas sem tomar gols (duas vitórias por 2x0 e um empate em 0x0), marca que o time rubro-negro ainda não tinha alcançado na competição - a equipe leonina não perde há sete rodadas: quatro vitórias e três empates.

"Importante não tomarmos gols, principalmente nessa reta final. Se seguirmos sem tomar gols até o final somaremos oito pontos. Mas se conseguirmos fazer uns golzinhos no meio desses jogos, vamos conseguir o acesso, que é o que a gente quer", declarou o técnico Guto Ferreira.

A sequência do Sport na Segundona é bastante pesada, mas o treinador leonino já renovou o desafio que vai lançar aos jogadores. "É buscar a sequência novamente. É vencer o Paraná, em casa, pois depois teremos dois jogos fora, contra Guarani e Coritiba. Se a gente conseguir buscar nesses três jogos sete pontos, estaremos muito bem na tabela e ainda restariam mais cinco jogos para o final da Segundona", comentou.

OBJETIVO

Se o Sport atingir essa pontuação planejada por Guto, o time rubro-negro chegaria aos 60 pontos. Dependendo do ponto de corte após a 33ª rodada, o Leão poderia necessitar apenas de mais dois pontos para garantir matematicamente o acesso à Série A do Brasileiro. "Temos de trabalhar forte. Sabemos que teremos dificuldade contra o Paraná por conta dessa longa viagem. Contamos com o torcedor nos empurrando para vencermos esse jogo em casa contra um dos nossos concorrentes diretos", falou Ferreira.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias