gravidez

Parto normal após cesariana é mais arriscado, diz estudo

Pesquisa foi realizada com mais de 2.300 mulheres em 14 hospitais australianos

Emídia Felipe
Emídia Felipe
Publicado em 13/03/2012 às 21:09
Leitura:

WASHINGTON - As mulheres que tiveram seu primeiro filho por cesariana têm um maior risco de complicações caso deem à luz seu segundo filho por parto normal, segundo estudo australiano publicado nesta terça-feira (13) nos Estados Unidos.

O estudo foi realizado com mais de 2.300 mulheres em 14 hospitais australianos que se dispunham a dar à luz seu segundo filho, e que foram consideradas medicamente aptas para escolher entre estes dois procedimentos de parto.

Metade delas decidiu ter o filho por via natural depois de ter o primeiro por cesariana, enquanto a outra metade escolheu novamente o processo cirúrgico.

Segundo os autores do estudo, as mulheres que decidiram pela segunda cesariana tinham um risco muito menor de morrer ou sofrer complicações graves (0,9%) que as que escolheram o parto normal (2,4%). O estudo foi publicado na revista científica americana PloS ONE (Public Library of Science).

"Até agora, faltavam dados completos e precisos para realizar uma comparação das vantagens e riscos dos modos de dar à luz após uma cesariana para o primeiro filho", explicou Caroline Crowther do centro australiano de pesquisa sobre a saúde de mulheres e recém-nascidos da Universidade de Adelaide (sul) e principal autora da pesquisa.

"Os resultados do estudo ajudarão as mulheres e os médicos a elaborar tratamentos e a tomar decisões em relação ao parto das que deram à luz seu primeiro filho por cesariana", declarou.

O emprego da cesariana aumenta no mundo e representa cerca de um terço de todos os nascimentos na Austrália.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias