Sete mortos

Ônibus acidentado não podia fazer transporte de passageiros, diz ANTT

Ao todo, sete pessoas morreram no acidente. Uma das vítimas era uma criança

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 29/12/2016 às 21:18
Foto: Corpo de Bombeiros/ Divulgação
Ao todo, sete pessoas morreram no acidente. Uma das vítimas era uma criança - Foto: Corpo de Bombeiros/ Divulgação
Leitura:

A Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) informou, nesta quinta-feira (29), ao jornal Correio, da Bahia, que o ônibus da empresa pernambucana Cida Transportes que capotou e matou sete pessoas no início da manhã não tinha permissão para fazer transporte de passageiros. O acidente ocorreu no Km 748 da BR-116, em Poções, no sudoeste baiano. O coletivo havia saído de Arcoverde, no Sertão de Pernambuco, com 50 pessoas que seguiam para a cidade de São Paulo. Cinco adultos e uma criança morreram no local. A sétima vítima, um adulto, chegou a receber socorro, mas morreu no hospital.

De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), Alan Silva Santos, de 28 anos, relatou que dirigia o ônibus quando se assustou com uma carreta que seguia no sentido contrário da via. O condutor perdeu o controle do veículo e caiu em uma ribanceira. Além dos mortos, conforme informações publicadas no periódico baiano, o acidente deixou 22 pessoas feridas, que foram encaminhadas para hospitais da região. 

Capotamento

A tragédia foi registrada pouco antes das 5h de hoje. Após o capotamento, a estrutura do ônibus ficou completamente retorcida, deixando algumas pessoas presas às ferragens. Equipes do Corpo de Bombeiros, do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e da ViaBahia (concessionária que administra o trecho onde o acidente ocorreu) levaram os casos mais graves para o Hospital de Base de Vitória da Conquista e os feridos leves para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) de Poções. 

Até o momento, ainda não há informações sobre o estado de saúde dos sobreviventes. Os corpos das vítimas estão no Departamento de Polícia Técnica de Vitória da Conquista, onde serão identificados. As causas do acidente estão sendo investigadas pela Polícia Civil da Bahia, segundo o Correio.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias