Atentado

Ao menos 50 morrem em ataque suicida no Afeganistão

O atentado ocorreu em um salão de festas durante a reunião de ulemás, teólogos islâmicos, para comemorar o nascimento do profeta Maomé

Estadão Conteúdo Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Estadão Conteúdo
Publicado em 21/11/2018 às 9:57
Foto: WAKIL KOHSAR / AFP
O atentado ocorreu em um salão de festas durante a reunião de ulemás, teólogos islâmicos, para comemorar o nascimento do profeta Maomé - FOTO: Foto: WAKIL KOHSAR / AFP
Leitura:

Ao menos 50 pessoas morreram em um atentado a bomba durante uma reunião de líderes religiosos em Cabul, na capital do Afeganistão, nesta terça-feira, em um dos atentados mais letais no país nos últimos meses. Outras 83 pessoas ficaram feridas.

Maomé

O atentado ocorreu em um salão de festas durante a reunião de ulemás, teólogos islâmicos, para comemorar o nascimento do profeta Maomé, e ocorre após várias semanas de uma onda de violência no país que deixou centenas de mortos.

"Ulemás de todas as partes do país e muitas outras pessoas participaram da cerimônia", informou o porta-voz do Ministério da Defesa, Najib Danish. "O Alcorão estava sendo recitado quando o homem-bomba se explodiu", disse Mohammad Hanif, estudante de leitura religiosa. "Foi um caos, muitos gritaram, levamos os feridos nas ambulâncias e muitos dos mortos são jovens."

O porta-voz do Taleban, Zabihulá Mujahid, escreveu em uma mensagem que "condena veementemente este ataque". As eleições legislativas do mês passado foram o estopim de uma onda de violência que deixou centenas de mortos.

Últimas notícias