MASSACRE

Atiradores de escola em Suzano compraram armas brancas no Mercado Livre

Um machado foi utilizado para golpear um aluno da instituição. A vítima foi atingida no tórax, mas conseguiu fugir

JC Online
JC Online
Publicado em 14/03/2019 às 17:46
Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP
Um machado foi utilizado para golpear um aluno da instituição. A vítima foi atingida no tórax, mas conseguiu fugir - FOTO: Foto: Miguel SCHINCARIOL / AFP
Leitura:

Os autores do massacre na Escola Estadual Professor Raul Brasil, em Suzano, Região Metropolitana de São Paulo, compraram as armas brancas e outros objetos utilizados no crime no site de compra Mercado Livre.

A polícia do Rio encontrou recibos de compras feitas no site do Mercado Livre. No material apreendido relacionado aos atiradores, Guilherme Taucci Monteiro, de 17, e Luiz Henrique de Castro, 25, há uma lista que traz embalagem com etiqueta da compra referente à compra de um arco e flecha (no crime, os atiradores usaram uma espécie de arco conhecida como besta, que tem gatilho). Ao menos quatro comprovantes de pagamento no site de compras foram achados.

Além da etiqueta, o material traz também alvos onde os atiradores praticaram tiro ao alvo.

Material encontrado

Além do arco, a polícia encontrou um machado, utilizado para golpear uma das vítimas no tórax, uma machadinha, jet loaders (objeto para recarregar o revólver calibre 38 usado no crime), alvo para treino de tiro, 11 telefones celulares e acessórios de vestuário, como a bandana de caveira e luva.

A polícia vai analisar também um caderno com anotações de Guilherme com o objetivo de colher informações sobre a motivação e o planejamento do crime.

Últimas notícias