PRESA

Suzane von Richtofen deixa prisão para saída temporária de Dia das Mães

Suzane está em regime semiaberto desde 2015, quando adquiriu direito a saídas temporárias em datas especiais

JC Online
JC Online
Publicado em 08/05/2019 às 12:43
Foto: Reprodução/SBT
Suzane está em regime semiaberto desde 2015, quando adquiriu direito a saídas temporárias em datas especiais - FOTO: Foto: Reprodução/SBT
Leitura:

Suzane von Richtofen, condenada a 39 anos de prisão em 2006 pelo assassinato dos pais, cometido em 2002, deixou na manhã desta quarta-feira (8) a penitenciária feminina de Tremembé, interior de São Paulo, para a saída do Dia das Mães.

Suzane está em regime semiaberto desde 2015, quando adquiriu direito a saídas temporárias na Páscoa, Dia das Mães, Dia dos Pais, Dia das Crianças e Natal/Ano Novo. O benefício está previsto nos artigos 122 a 125 da Lei de Execução Penal, nº 7.210/84 e pode ser concedido aos presos que estejam em regime semiaberto, já tenham cumprido ao menos um sexto da pena ou um quarto, em caso de reincidentes, e atestem bom comportamento.

Falta grave

Em dezembro do ano passado, Suzane von Richtofen foi denunciada por estar em uma festa de casamento durante sua saída do Natal, a 330km do endereço declarado para a saída condicional, algo considerado falta grave. Diante do descumprimento das regras, ela quase perdeu o direito de gozar de três saídas temporárias em 2019.

Uma decisão do Tribunal de Justiça de São Paulo (TJ-SP), no entanto, voltou a permitir que a detenta fosse com a saída temporária para passar o Dia das Mães fora da prisão. A defesa dela entrou com um pedido de habeas corpus para garantir as saídas, alegando que ela estava em um casamento às 16h40 e que a portaria predeterminava que ela estivesse no endereço indicado das 21h às 8h.

Em 2016, ela também teve problemas em uma de suas saídas, quando forneceu um endereço falso às autoridades e respondeu a um processo administrativo, sendo punida com prisão em cela solitária.

Últimas notícias