Resgate de animais

Veja o que fazer se você encontrar animais com manchas de petróleo

Vazamento de óleo no Nordeste já atingiu 105 praias em 48 municípios

Agência Brasil Agência Brasil
Agência Brasil
Agência Brasil
Publicado em 26/09/2019 às 18:31
Notícia
Foto: Prefeitura de Tamandaré / ASCOM
FOTO: Foto: Prefeitura de Tamandaré / ASCOM
Leitura:

As organizações que atuam em parceria com o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) no resgate de animais orientam às pessoas a entrar em contato para avisar de animais encontrados com óleo no corpo. Nesta quinta-feira (26), o Ibama divulgou que o vazamento de óleo no Nordeste já atingiu 105 praias de 48 municípios. Em Pernambuco, são 16 praias atingidas.

De acordo com o Departamento de Oceanografia da Universidade Federal de Pernambuco (UFPE), o vazamento não parece ser muito antigo, por causa da consistência do piche. Segundo o órgão, nove tartarugas e uma ave atingidas pelo derramamento de petróleo foram encontradas, mas a maioria estava morta e não conseguiu ser atendida pelos técnicos. O Ibama confirma que, por enquanto, não há contaminação de peixes e crustáceos ao longo do litoral nordestino.

Leia Também

    Telefones úteis em Pernambuco

    Em Pernambuco, caso você encontre animais com manchas de óleo, a orientação é ligar para a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH), através do telefone (81) 3181-8817 ou para a Capitania dos Portos de Pernambuco, pelo telefone (81) 3334-5203.

    Ver essa foto no Instagram

    Uma publicação compartilhada por Instituto Verdeluz (@institutoverdeluz) em

    Veja abaixo o que fazer caso você encontre animais atingidos pelo óleo. As dicas são do Projeto Cetáceos da Costa Branca, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte (PCCB-UERN).

    Veja o que fazer

    1. Não entre em contato com o óleo. Perigo de alta toxidade! Não tente limpar com sabão, areia, ou qualquer produto químico. Essas substâncias podem disseminar a contaminação do óleo no ambiente e no animal;

    2. Não devolva o animal ao mar. Animais encalhados precisam de avaliação clínica especializada. Caso devolvido sem cuidados adequados, o animal poderá encalhar novamente;

    3. Isole a área, evite barulho, conversas, e movimentos que possam estressar o animal. Não alimente e nem force a ingestão de líquidos;

    4. Proteja o animal do sol (com guarda-sol, panos limpos) e aguarde a chegada da equipe de resgate.

    Fonte: PCCB-UERN (Projeto Cetáceos da Costa Branca, da Universidade do Estado do Rio Grande do Norte)

    Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    - Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    População auxilia na retirada de óleo em São José da Coroa Grande; cerca de 200 pessoas trabalham - Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    População auxilia na retirada de óleo em São José da Coroa Grande; cerca de 200 pessoas trabalham - Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    - Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    - Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    - Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    Cerca de 200 pessoas, entre voluntários, funcionários da prefeitura e marinheiros trabalham no local - Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    Cerca de 200 pessoas, entre voluntários, funcionários da prefeitura e marinheiros trabalham no local - Foto: Arnaldo Carvalho/JC Imagem
    Foto: Bruno Campos/JC Imagem
    - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
    Foto: Bruno Campos/JC Imagem
    Em Carneiros, população se desdobra para retirar óleo da praia. Material apareceu na manhã de sexta - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
    Foto: Bruno Campos/JC Imagem
    Em Carneiros, população se desdobra para retirar óleo da praia. Material apareceu na manhã de sexta - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
    Foto: Bruno Campos/JC Imagem
    Em Carneiros, população se desdobra para retirar óleo - Foto: Bruno Campos/JC Imagem
    Foto: Prefeitura de Tamandaré / ASCOM
    Prefeitura, Secretarias de Infraestrutura e Meio Ambiente e a Defesa Civil, retiram o material - Foto: Prefeitura de Tamandaré / ASCOM
    Foto: Prefeitura de Tamandaré / ASCOM
    O óleo já havia sido encontrado na região através de vestígios, mas reapareceu de forma mais intensa - Foto: Prefeitura de Tamandaré / ASCOM
    Foto: Prefeitura de Tamandaré / ASCOM
    A praia é uma das mais procuradas em Pernambuco - Foto: Prefeitura de Tamandaré / ASCOM
    Foto: Prefeitura de Tamandaré / ASCOM
    A informação foi confirmada pelo Secretário de Meio Ambiente da cidade, Manuel Pedrosa - Foto: Prefeitura de Tamandaré / ASCOM

    Últimas notícias