DESFILE

Escola de samba do Rio traz palhaço com faixa presidencial em crítica a Bolsonaro no Carnaval 2020

Tripé dividiu opiniões tanto no sambódromo, quanto nas redes sociais

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 22/02/2020 às 13:56
Notícia
Foto: Reprodução/TV Globo
Tripé dividiu opiniões tanto no sambódromo, quanto nas redes sociais - Foto: Reprodução/TV Globo
Leitura:

A noite de desfiles das Escolas da Série A do Rio de Janeiro dessa sexta-feira (21) não poupou críticas ao presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A Acadêmicos de Vigário Geral, que briga por uma posição do grupo de elite do Carnaval carioca, levou um tripé com um palhaço gigante vestido com uma faixa presidencial e fazendo sinal de 'arminha com as mãos'.

» Veja ao vivo a transmissão do Galo da Madrugada 2020 na TV Jornal

» Jesus, Marielle e negritude; veja como foi o 1º dia de desfiles de escolas de samba em São Paulo

» Carnaval de Pernambuco é de fazer o turista chorar

Sob o enredo “O Conto do Vigário”, a Acadêmicos de Vigário Geral contou histórias de diversos 'vigaristas' da história. A alegoria que critica o presidente Jair Bolsonaro entrou ao final do desfile da escola e dividiu opiniões tanto no sambódromo, quanto nas redes sociais.

Em outra ala, chamada ”Bloco Sujo”, a escola fez referência aos blocos de rua que se manifestam contra o descaso do poder público. Os componentes, que vestiam fantasias comuns no carnaval de rua, como palhaço, diabo, marinheiro e melindrosa, carregavam estandartes com as palavras “Educação”, “Cultura”, “Saúde” e “Democracia”.

Veja

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias