espaço

Fragmentos de satélite da Nasa caem no Canadá

Fragmentos do equipamento podem ter caído na região de Okotoks, uma cidade ao sul de Calgary, no oeste do país

Isabela Lemos
Isabela Lemos
Publicado em 24/09/2011 às 9:57
Foto: AFP
Fragmentos do equipamento podem ter caído na região de Okotoks, uma cidade ao sul de Calgary, no oeste do país - FOTO: Foto: AFP
Leitura:

O Satélite de Pesquisa da Atmosfera Superior Terrestre (UARS, sigla em inglês), de 6,3 toneladas, se desfragmentou na atmosfera da Terra na madrugada de sábado (24) e parte de seus destroços caíram no Canadá, de acordo com os cálculos da agência espacial norte-americana (Nasa).

Através de sua conta no Twitter, a agência espacial americana assegura que seus restos caíram na Terra entre 0h23 e 2h09 (horário de Brasília). "O satélite estava passando sobre Canadá e África, assim como sobre vastas zonas dos oceanos Pacífico, Atlântico e Índico", explicou a Nasa.

Fragmentos do equipamento podem ter caído na região de Okotoks, uma cidade ao sul de Calgary, no oeste do país. Para Nasa não está descartada, porém, a hipótese de fragmentos serem encontrados em outros lugares, como na África ou na Austrália.

A agência espacial destacou que os riscos para a segurança da população são "mínimos" e reafirmou que a segurança é uma de suas prioridades. O UARS é o maior satélite da Nasa a cair sobre a superfície terrestre depois do Skylab, que se precipitou na zona ocidental da Austrália em 1979.

Espera-se que se desprendam do satélite 26 fragmentos, com peso variando entre 1kg e 158kg. O satélite, de 3 x 10 metros, pesa 5.900 kg, tem 10 instrumentos para medir as reações da camada de ozônio e oficialmente desativado em 2005.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias