recuperação

Três dias após receber alta, imperador do Japão volta a hospital

A equipe de médicos que cuida do imperador informou que essas complicações são geradas pela cirurgia cardíaca a que Akihito foi submetido, em 18 de fevereiro

Davi Barboza
Davi Barboza
Publicado em 07/03/2012 às 8:48
Leitura:

BRASÍLIA – Três dias depois de receber alta médica, o imperador do Japão, Akihito, de 78 anos, retornou nesta quarta-feira (7) ao Hospital da Casa Imperial. Assessores do imperador informaram que ele voltou ao hospital para drenar líquido dos pulmões, mas não foi internado. O problema foi descoberto depois de uma cirurgia cardíaca feita no mês passado.

No domingo (4), o imperador teve alta médica do Hospital Universitário de Tóquio. Antes da alta, ele foi submetido a um raio X, que permitiu identificar o líquido nos pulmões. De acordo com assessores, Akihito está com dificuldade para respirar e não tem se alimentado.

A equipe de médicos que cuida do imperador informou que essas complicações são geradas pela cirurgia cardíaca a que Akihito foi submetido, em 18 de fevereiro. A previsão é que o processo de drenagem do líquido dos pulmões vai levar semanas.

Em fevereiro, Akihito foi submetido a uma cirurgia para desobstruir uma artéria coronária. O imperador tem sofrido vários problemas de saúde nos últimos anos. No Japão, a figura de Akihito é admirada devido ao seu espírito pacífico e conciliador.

Akihito é apontado como o responsável pela aproximação entre a família real e o povo. No Japão, o poder político e econômico é conduzido pelo primeiro-ministro, Yoshihiko Noda. O país passa por um momento delicado, pois se viu obrigado a aprovar orçamentos extras para tentar conter a crise interna causada pelos prejuízos do terremoto seguido por tsunami, em 11 de março de 2011, e os acidentes nucleares.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias