Protestos

Jornal chinês acusa americanos por atos em Hong Kong

A porta-voz do Departamento de Estado norte-americano afirmou na sexta-feira que oficiais dos Estados Unidos ''rejeitam categoricamente acusações de que estamos manipulando as atividades de qualquer pessoa, grupo ou partido político em Hong Kong''

Carolina Sá Leitão
Carolina Sá Leitão
Publicado em 11/10/2014 às 11:20
Leitura:

Um jornal estatal chinês acusou a organização norte-americana National Endowment for Democracy (NED) de estar por trás dos protestos pró-democracia que agitaram Hong Kong. Em comentário publicado na capa da edição internacional, o People's Daily afirmou que Louisa Greve, diretora do NED, havia se encontrado em Hong Kong com líderes da manifestação há meses para discutir o movimento. A publicação não identifica a fonte da informação.

Autoridades do National Endowment for Democracy, organização sem fins lucrativos sediada em Washington, não foram encontradas para comentar a acusação neste sábado (11). A porta-voz do Departamento de Estado norte-americano, Marie Harf, afirmou na sexta-feira (10) que oficiais dos Estados Unidos "rejeitam categoricamente acusações de que estamos manipulando as atividades de qualquer pessoa, grupo ou partido político em Hong Kong". Fonte: Associated Press.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias