VATICANO

Sínodo dos Bispos foi uma "experiência de união", diz o papa Francisco

Os participantes do sínodo, segundo o pontífice, sentiram o "poder do Espírito Santo que guia e incessantemente renova a Igreja"

Da Agência Brasil
Da Agência Brasil
Publicado em 19/10/2014 às 11:46
Leitura:

O papa Francisco afirmou neste domingo (19), na missa de encerramento do Sínodo dos Bispos, que o encontro foi uma “grande experiência” de união e recordou o papel da Igreja de curar as feridas e dar esperança às pessoas. Os participantes do sínodo, segundo o papa, sentiram o “poder do Espírito Santo que guia e incessantemente renova a Igreja”, e que deve continuar a “cuidar das feridas abertas e a devolver a esperança a muitas pessoas que a perderam”.

O Sínodo dos Bispos sobre a Família, convocado pelo papa Francisco, aprovou neste sábado (18) um relatório final sem que tenha sido alcançado um acordo com relação aos casos de divórcio e dos homossexuais. O documento traz um inventário dos diversos problemas da família nos cinco continentes, como o acolhimento pela Igreja dos casais em união de fato, homossexuais ou divorciados. O texto aprovado não apresenta, portanto, conclusões, mas representa um passo à frente face ao próximo sínodo, sobre o mesmo tema, previsto para em outubro de 2015.

O superior-geral dos jesuítas, ordem a que Francisco pertence, disse aos órgãos de imprensa religiosos que uma “revolução” no pensamento da Igreja é possível no próximo ano. A cerimônia de encerramento do sínodo marcou também a beatificação do papa Paulo VI.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias