Grécia

Arqueólogos descobrem casal abraçado em túmulo pré-histórico na Grécia

A análise de carbono determinou que o túmulo data de 3.800 anos antes de nossa era e testes de DNA mostraram que correspondem a um homem e uma mulher

Da AFP
Da AFP
Publicado em 12/02/2015 às 16:06
Foto: MINISTRY OF CULTURE / GREEK CULTURE MINISTRY / AFP
A análise de carbono determinou que o túmulo data de 3.800 anos antes de nossa era e testes de DNA mostraram que correspondem a um homem e uma mulher - FOTO: Foto: MINISTRY OF CULTURE / GREEK CULTURE MINISTRY / AFP
Leitura:

Um grupo de arqueólogos gregos descobriu um túmulo pré-histórico incomum, no qual jaz um casal abraçado, informou nesta quinta-feira o ministério da Cultura. 

A descoberta aconteceu em Diros, um sítio na costa da península do Peloponeso, um lugar que provavelmente passou a ser habitado a partir de 6.000 anos a.C, segundo um comunicado das autoridades gregas.

"O enterro de um casal abraçado é extremamente raro, e o túmulo de Diros é um dos mais antigos do mundo, se não o mais velho (descoberto) até agora", indica o ministério.

A análise de carbono determinou que o túmulo data de 3.800 anos antes de nossa era e testes de DNA mostraram que correspondem a um homem e uma mulher, apesar de não poder identificar suas idades.

Nas escavações, que começaram há seis anos e terminaram no ano passado, também foram descobertas as ossadas de um menino e de um feto, além de um ossário contendo os restos mortais de doze pessoas.

No local, de cerca de quatro metros de largura, também foram encontrados objetos de cerâmica, contas de vidro e uma adaga. Segundo as autoridades, o sítio é "único" para este período histórico.

"Podemos afirmar com segurança que esta área tinha uma função na memória coletiva desses grupos como um cemitério durante cerca de mil anos", disse o ministério.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias