Conflito

EUA acusa a Rússia de continuar enviando armamento para Ucrânia

Washington acusa há meses a Rússia de armar os rebeldes e de enviar homens e material militar

Da AFP
Da AFP
Publicado em 13/02/2015 às 17:27
Foto: Alexander Khudoteply / AFP
Washington acusa há meses a Rússia de armar os rebeldes e de enviar homens e material militar - FOTO: Foto: Alexander Khudoteply / AFP
Leitura:

Os Estados Unidos acusaram nesta sexta-feira a Rússia de continuar com o envio de tanques e mísseis para o leste da Ucrânia, antes do início formal do cessar-fogo assinado na quinta-feira.

"Estamos muito preocupados com a continuação dos combates e pelos relatórios sobre tanques e sistemas de mísseis que chegaram nos últimos dias do outro lado da fronteira da Rússia", declarou o porta-voz do departamento de Estado, Jennifer Psaki.

"As forças armadas russas enviaram uma importante quantidade de (peças de) artilharia e lança-mísseis. Estamos certos de que se tratam de sistemas militares russos, não dos separatistas", acusou Psaki, que leu um comunicado durante sua conferência de imprensa diária.

Além disso, "unidades russas preparam ao longo da fronteira com a Ucrânia a entrega de equipamentos às forças prórrusas que combatem no leste da Ucrânia. Isso claramente não está no espírito do acordo desta semana", assinado nesta quinta-feira em Minsk, Belarus, entre Ucrânia, França, Alemanha e Rússia, acrescentou a porta-voz.

Apesar dos Estados Unidos terem felicitado a conclusão do acordo de cessar-fogo, que deve entrar em vigor à meia-noite de domingo, o país se manteve cético sobre as possibilidades de alcançar uma paz duradoura entre Kiev e os rebeldes prórrusos no leste da Ucrânia.

Washington acusa há meses a Rússia de armar os rebeldes e de enviar homens e material militar, algo que Moscou nega.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias