Espaço

Rússia confirma que seguirá com a exploração da ISS até 2024

Dezesseis países participam da Estação Espacial Internacional (ISS). Rússia e Estados Unidos são responsáveis pela maior contribuição financeira

Da AFP
Da AFP
Publicado em 25/02/2015 às 10:37
Foto: JOEL KOWSKY / NASA TV / AFP
Dezesseis países participam da Estação Espacial Internacional (ISS). Rússia e Estados Unidos são responsáveis pela maior contribuição financeira - FOTO: Foto: JOEL KOWSKY / NASA TV / AFP
Leitura:

A Rússia prosseguirá com a exploração da Estação Espacial Internacional (ISS) em conjunto com a Nasa até 2024, mas depois criará a própria estação, anunciou nesta quarta-feira a Agência Espacial Federal Russa (Roskosmos).

No plano de atividades até 2030, a Roskosmos prevê a exploração da ISS até 2024, segundo um comunicado da agência.

Mas depois a Rússia criará a própria estação espacial para ter "acesso garantido ao espaço", afirma a nota.

O plano de atividades da Roskosmos inclui, ainda, a partir de 2030 o desenvolvimento de um programa com voos tripulados até a Lua.

Dezesseis países participam da ISS. Rússia e Estados Unidos são responsáveis pela maior contribuição financeira.

Em janeiro de 2014, a Nasa anunciou a prorrogação do tempo de vida da ISS até 2024, quatro anos a mais que o previsto.

A ISS, colocada em órbita em 1998, custou 100 bilhões de dólares.

A Europa ainda não definiu se prosseguirá com o financiamento da ISS após 2020.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias