extremistas

Estado Islâmico avança no noroeste da Síria; 26 jihadistas mortos em Hama

Se tomarem Tall Tamer, os jihadistas terão passagem livre até a fronteira com o Iraque a partir da província de Aleppo (norte), e depois para Mossul, segunda maior cidade do Iraque que controlam desde junho

Da AFP
Da AFP
Publicado em 07/03/2015 às 11:56
Leitura:

O grupo Estado Islâmico (EI) lançou neste sábado (7) uma violenta ofensiva para assumir o controle de uma cidade estratégica na província síria de Hassake (noroeste), sob controle dos combatentes curdos, segundo uma ONG.

"O EI avançou em alguns setores periféricos de Tall Tamer", cerca de 40 km ao sul da fronteira turca, afirmou à AFP o diretor do Observatório Sírio dos Direitos Humanos (OSDH), Rami Abdel Rahmane.

"Mas os combatentes curdos apoiados pela milícia cristã assíria conseguiram expulsá-los para Tall Nasri", ao sul de Tall Tamer, matando oito jihadistas, segundo Rahmane. Dois civis foram mortos em Tall Tamer em bombardeios do EI, acrescentou.

Se tomarem Tall Tamer, os jihadistas terão passagem livre até a fronteira com o Iraque a partir da província de Aleppo (norte), e depois para Mossul, segunda maior cidade do Iraque que controlam desde junho.

Desde o início da ofensiva jihadista contra a província de Hassake, em 23 de fevereiro, o EI assumiu o controle de pelo menos 10 aldeias ao redor de Tall Tamer.

"Combatentes cristãos assírios se retiraram de alguns setores para defender Tall Tamer e lutar com os curdos que defendem a cidade", assegurou Osama Edward, diretor da Rede Assíria de Direitos Humanos, com sede na Suécia.

"Esta é a mais violenta ofensiva contra a cidade há muito tempo", disse à AFP.

Os jihadistas sequestraram em fevereiro 220 assírios nesta província de maioria curda, o que provocou a fuga de milhares de outros. Até agora, 23 pessoas foram libertadas mediante pagamento de resgate.

Cerca de 30.000 assírios, uma comunidade entre as mais antigas convertidas aos cristianismo, viviam na Síria antes do início do conflito, em 15 de marco de 2011, a maioria em Hassake.

Além disso, 26 jihadistas do EI, incluindo dois comandantes, foram mortos em vários ataques aéreos do regime sírio na província de Hama, no centro do país, de acordo com o OSDH.

A agência oficial de notícias SANA informou que uma operação específica da força aérea havia destruído um comboio de dezenas de veículos militares na região de Hamadi Omar.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias