Pedido

Angelina Jolie pede que líderes africanos combatam a violência contra mulheres

Atriz afirma que a violência 'continua sendo tratada como um crime menor'

Da AFP
Da AFP
Publicado em 12/06/2015 às 14:13
Foto: PETER PARKS / AFP
Atriz afirma que a violência 'continua sendo tratada como um crime menor' - FOTO: Foto: PETER PARKS / AFP
Leitura:

A atriz Angelina Jolie pediu nesta sexta-feira (12) que os dirigentes africanos combatam a quase total impunidade que dificulta, segundo ela, acabar com a violência contra as mulheres.

"A violência contra as mulheres continua sendo tratada como um crime menor", afirmou Jolie, dois dias antes do início de uma cúpula da União Africana  (UA) na África do Sul.

"Grupos armados a usam como arma preferencial porque há uma quase total impunidade", acrescentou a enviada especial do Alto Comissariado das Nações Unidas para os Refugiados  (ACNUR).

"É claro que não é um problema apenas africano, e sim mundial, mas poucos lugares sofrem tanto como a África", afirmou ainda.,

Dezenas de chefes de Estado do continente africano participarão na cúpula cujo tema deste vez  é "Ano de empoderamento da mulher e desenvolvimento".

Últimas notícias