ATAQUE

Suíça dará ajuda financeira para família de brasileira morta em Nice

O corpo de Elizabeth Cristina de Assis Ribeiro, 30 anos, que morava na Suíça desde 1998, foi localizado nesse domingo (17). Uma das três filhas dela, de 6 anos, também morreu no atentado

JC Online
JC Online
Publicado em 18/07/2016 às 11:04
Foto: Reprodução/Facebook
O corpo de Elizabeth Cristina de Assis Ribeiro, 30 anos, que morava na Suíça desde 1998, foi localizado nesse domingo (17). Uma das três filhas dela, de 6 anos, também morreu no atentado - FOTO: Foto: Reprodução/Facebook
Leitura:

As autoridades da Suíça vão ajudar financeiramente a família da carioca morta no atentado em Nice, na França, na quinta-feira (14). O corpo de Elizabeth Cristina de Assis Ribeiro, 30 anos, foi localizado nesse domingo (17). As informações são do Estado de S. Paulo.

A mãe e a irmã haviam viajado para a cidade francesa em busca de notícias sobre a mulher.  Elizabeth morava na Suíça desde 1998 e estava em Nice a passeio com o marido, Silyan, e três filhas. Kayla, de 6 anos, morreu no atentado. Djulia, 4, e Kimea, 7 meses, foram salvas pelo pai. Silyan, que é suíço, e as duas filhas estão internados no hospital da Fundação Lenval, em Nice, onde recebem atendimento psicológico.

Outros dois brasileiros que não tiveram as identidades divulgadas e acompanhavam a queima de fogos no momento do ataque continuam desaparecidos.

ATENTADO -  Na quinta-feira (14), Mohamed Lahouaiej-Bouhlel semeou o terror ao lançar o caminhão que dirigia contra uma multidão que assistia à queima de fogos de artifício por ocasião do feriado da Queda da Bastilha na Promenade des Anglais. Ele matou 84 pessoas, incluindo dez crianças. Outras 85 pessoas ficaram feridas, 18 em estado grave. O Estado Islâmico reivindicou o atentado no sábado (16).


O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias