Equador

Consumo de metanol mata sete pessoas no Equador

Polícia do Equador acredita que as pessoas intoxicadas compraram bebida ilegal

AFP
AFP
Publicado em 26/10/2017 às 7:41
Foto: Pixabay
Polícia do Equador acredita que as pessoas intoxicadas compraram bebida ilegal - FOTO: Foto: Pixabay
Leitura:

Sete pessoas morreram e duas permanecem em estado crítico após a ingestão de álcool para uso industrial em Quito, informou o ministério equatoriano da Saúde.

O ministério informou, em um comunicado, que um alerta sobre casos suspeitos de intoxicação por consumo de álcool metílico (metanol) permitiu estabelecer nove casos, com sete mortes em 24 horas e dois pacientes em estado crítico com prognóstico reservado.

"Ficou evidente que os pacientes consumiram o álcool nas últimas 72 horas", afirma o comunicado. As autoridades presumem que a bebida foi adquirida em um comércio ilegal, no centro da capital equatoriana.

As autoridades investigam se outras duas pessoas morreram pelo mesmo motivo, segundo o texto.

O ministério pediu à população que não consuma licor de procedência duvidosa.

Em 2011 foram registrados pelo menos 164 casos de intoxicação metanol no Equador, com 50 vítimas fatais.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias