venezuela

'Plano está sendo cumprido. Vocês me entendem', diz Maduro sobre Foro de São Paulo

''Todas as metas que nos impusemos no Foro de São Paulo, estamos cumprindo uma por uma'', completou

JC Online
JC Online
Publicado em 21/10/2019 às 9:50
Notícia
Foto: Frederico Parra / AFP
''Todas as metas que nos impusemos no Foro de São Paulo, estamos cumprindo uma por uma'', completou - FOTO: Foto: Frederico Parra / AFP
Leitura:

O presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, anunciou, nesse domingo (20), que o "plano traçado pelo Foro de São Paulo" para a América Latina "está indo muito bem".  Em discurso proferido no encerramento do I Congresso Internacional de Comunas, realizado em Caracas entre quarta-feira e domingo (20), o mandatário venezuelano não entrou em detalhes sobre o que seria o "plano", mas deixou claro que está adiantado.

"O plano, como o fizemos, está sendo cumprido. Vocês me entendem. O plano está em pleno desenvolvimento. Todas as metas que nos impusemos no Foro de São Paulo, estamos cumprindo uma por uma. A união de movimentos sociais, progressistas, revolucionários, nacional-populares de toda a América Latina, Caribe e até no mundo".

Falando para uma numerosa plateia, Maduro continuou. "Assim devemos seguir, articulando os partidos políticos progressistas, revolucionários, de esquerda, de toda América Latina com os movimentos sociais. Foi a estratégia que traçamos, e vamos bem, melhor do que pensávamos. Não posso dizer mais nada, são segredos do Super Bigode", disse, numa alusão ao próprio apelido.
Em seguida, Maduro ironizou a motivação dos protestos que sacodem Colômbia, Equador e Chile. "É tudo culpa minha, dizem. Na Colômbia, estudantes e camponeses saíram para protestar, culpa de Maduro e da Venezuela. No Equador, saíram a protestar contra o FMI e o estúpido (presidente) Lenín Moreno ofendeu o movimento indígena e ao povo do Equador. Agora é o povo do Chile que se rebela e a direita chilena diz que a culpa é de Maduro". Segundo o próprio Maduro, em seu perfil no Twitter, o Congresso de Comunas reuniu delegados de mais de 40 países.

Extraordinaria y maravillosa clausura del I Congreso Internacional de Comunas, Movimientos Sociales y Poder Popular. Encuentro exitoso que contó con delegaciones de más de 40 países, organizados para la construcción de un mundo mejor. ¡Sigan Adelante, Luchando y Venciendo! pic.twitter.com/nETD8IK4Xa

De acordo com a rede Telesur, uma das decisões do encontro foi a criação de uma rede internacional de comunicação popular e alternativa.

Manchas de óleo

O governo brasileiro chegou a insinuar que a origem das manchas de óleo que, desde setembro, aparecem no litoral do Nordeste, seria da Venezuela. Em diferentes ocasiões, o presidente Jair Bolsonaro e o ministro do meio ambiente, Ricardo Salles, defenderam a ideia. Mas ainda não há comprovação sobre a origem do desastre.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias