Uruguai

Segundo boca de urna, Lacalle Pou lidera eleições presidenciais no Uruguai

Os resultados oficiais serão divulgados ainda neste domingo (24)

Ana Gabriela Lima
Ana Gabriela Lima
Publicado em 24/11/2019 às 21:38
Site oficial de Luiz Lacalle Pou
Os resultados oficiais serão divulgados ainda neste domingo (24) - FOTO: Site oficial de Luiz Lacalle Pou
Leitura:

As primeiras projeções de boca de urna divulgadas neste domingo por canais de televisão do Uruguai deram pequena vantagem, não definitiva, ao oposicionista Luis Lacalle Pou. Os uruguaios votaram com calma, na disputa vista como crucial para o destino do país sul-americano.

A projeção do instituto Cifra indica que Lacalle Pou, líder do Partido Nacional e à frente de uma coalizão eleitoral, recebeu 49,4% dos votos, contra 46,4% para o candidato governista, Daniel Martínez (Frente Ampla, esquerda).

"Esta foi uma festa democrática, de respeito, de tolerância, onde pudemos nos cumprimentar na rua com pessoas que apoiavam a outra candidatura", afirmou o candidato governista, Daniel Martínez, em mensagem de agradecimento à militância, logo depois da votação.

Os 2,7 milhões de eleitores definiram se desejam um quarto mandato consecutivo para a coalizão de centro-esquerda Frente Amplo ou um governo de uma aliança de partidos opositores, que vão da centro-esquerda à direita. O presidente Tabaré Vázquez, prestes a deixar o posto, destacou a paz e as garantias da democracia uruguaia quando foi votar.

Lacalle Pou chegou ao segundo turno como candidato do centrista Partido Nacional, mas após o primeiro turno fez uma coalizão com outros quatro partidos, que vão da direita à centro-esquerda.

No primeiro turno, em 27 de outubro, Martínez foi o mais votado, com 39% dos votos, enquanto Lacalle Pou ficou em segundo, com 28,6%. Depois, porém, Lacalle Pou conseguiu o apoio de outras siglas e aparecia como favorito nas pesquisas para o segundo turno. 

Resultado 

Os resultados oficiais serão divulgados esta noite. O novo presidente assumirá em 1º de março e terá um mandato de cinco anos.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias