Tensão internacional

Trump diz que EUA acabaram com general iraniano, mas não querem começar guerra

Presidente norte-americano se pronunciou nesta sexta-feira, na Flórida

Thiago Wagner Thiago Wagner
Thiago Wagner
Thiago Wagner
Publicado em 03/01/2020 às 18:13
Notícia
Foto: TAUSEEF MUSTAFA / AFP
Foto: TAUSEEF MUSTAFA / AFP
Leitura:

O presidente americano Donald Trump disse nesta sexta-feira (3) que os Estados Unidos "acabaram" com o general iraniano Wasem Soleimani, quando ele estava presentes a atacar diplomatas americanos, mas insistiu que Washington não quer mudar o governo do Irã nem começar uma guerra.

"Nós agimos ontem à noite para interromper uma guerra. Não agimos para começar uma. Não buscamos uma mudança de regime", afirmou Trump à imprensa na Flórida. 

>> Ataque de Trump ao Irã vai impactar no preço do combustível, afirma Bolsonaro

>> 'Situação é gravíssima', diz especialista sobre ataque ao Irã provocado por Trump; confira análise

>> EUA, Irã e Iraque: entenda os eventos recentes que culminaram em ataque ordenado por Trump

>> EUA enviarão entre 3.000 e 3.500 soldados para Oriente Médio após morte de Soleimani

CRÍTICAS A SOLEIMANI

Ao se referir militar iraniano, morto em um ataque aéreo dos EUA nesta sexta-feira em Bagdá, como "doente", Trump tentou também diminuir as tensões.

"Soleimani estava planejando ataques iminentes e sinistros contra diplomatas e militares americanos, mas nós o pegamos no flagra e acabamos com ele", disse Trump.

Foto: ATTA KENARE / AFP
Iranianos choram durante protesto contra a morte de Qasem Soleimani - Foto: ATTA KENARE / AFP
Foto: Aamir QURESHI / AFP
No Paquistão, protestantes queimam a bandeira dos Estados Unidos - Foto: Aamir QURESHI / AFP
Foto: TAUSEEF MUSTAFA / AFP
Na Índia, protestante segura imagem do presidente iraniano Hassan Rouhani em ato contra os EUA - Foto: TAUSEEF MUSTAFA / AFP
Foto: ATTA KENARE / AFP
Mulheres iranianas participam de protesto contra 'crimes americanos' no Teerã - Foto: ATTA KENARE / AFP
Foto: TAUSEEF MUSTAFA / AFP
- Foto: TAUSEEF MUSTAFA / AFP
Foto: AHMAD AL-RUBAYE / AFP
Bandeira dos Estados Unidos posta no chão para os carros passarem em Bagdá, capital do Iraque - Foto: AHMAD AL-RUBAYE / AFP
Foto: TAUSEEF MUSTAFA / AFP
No cartaz, o poderoso general Qasem Soleimani, morto em bombardeio dos Estados Unidos nessa quinta - Foto: TAUSEEF MUSTAFA / AFP
Foto: TAUSEEF MUSTAFA / AFP
Protesto na Índia, Ásia - Foto: TAUSEEF MUSTAFA / AFP
Foto: TAUSEEF MUSTAFA / AFP
Protestantes seguram cartazes contra EUA e Israel após ataque que provocou morte do general iraniano - Foto: TAUSEEF MUSTAFA / AFP

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias