Iraque

Parlamento do Iraque vota a favor de expulsar tropas dos EUA do país

Parlamentares gritaram: "América fora! Bagdá permanece livre!"

Ana Gabriela Lima
Ana Gabriela Lima
Publicado em 05/01/2020 às 12:46
Notícia
AFP PHOTO/US Army Photo/US Army/Spc. Hubert Delaney III
Parlamentares gritaram: "América fora! Bagdá permanece livre!" - AFP PHOTO/US Army Photo/US Army/Spc. Hubert Delaney III
Leitura:

O Parlamento do Iraque votou neste domingo pela expulsão das tropas dos Estados Unidos no país, depois de um ataque aéreo que matou o principal líder militar iraniano na última quinta-feira (2).

Milícias apoiadas pelo Irã no Iraque exigiram que os parlamentares participassem de uma sessão do parlamento para votar a possível expulsão de tropas dos EUA do país, depois que a morte do general iraniano colocou o país no centro de um conflito crescente entre seus dois aliados mais importantes.

>> EUA, Irã e Iraque: entenda os eventos recentes que culminaram em ataque ordenado por Trump

Dentro da sala do parlamento no domingo, os parlamentares gritaram: "América fora! Bagdá permanece livre!"

A votação representa um teste crucial para a presença de tropas americanas que tem sido fundamental na derrota do Estado Islâmico, mesmo quando poderosas facções apoiadas pelo Irã passaram a dominar o governo iraquiano.

Uma dessas milícias, o Kataib Hezbollah, ameaçou os legisladores que não compareceram à sessão ou votaram a favor de uma lei para despejar as forças americanas, chamando-os de "traidores".

Uma importante autoridade do Departamento de Estado americano disse recentemente que os EUA estavam trabalhando com seus aliados iraquianos para impedir a votação, caracterizando o assassinato do general Suleimani como apoio à soberania do Iraque contra o Irã. O Irã é também aliado do Iraque.

Morte de general iraniano

O ataque dos EUA em Bagdá que matou o major-general Qassim Suleimani, e um dos principais líderes paramilitares do Iraque, levantou a possibilidade de confronto direto entre os EUA e o Irã. Com seus dois principais aliados cada vez mais em desacordo, o governo iraquiano enfrenta a perspectiva de decidir se continua sendo parceiro do Ocidente ou acaba firmemente no campo iraniano.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias