TRANSPORTES

Uber anuncia encerramento de atividades na Colômbia após decisão judicial

Com a saída da plataforma do país, dois milhões de usuários e 88 mil motoristas serão afetados

Marcelo Aprigio
Marcelo Aprigio
Publicado em 14/01/2020 às 7:35
Notícia
Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Com a saída da plataforma do país, dois milhões de usuários e 88 mil motoristas serão afetados - Foto: Marcello Casal Jr./Agência Brasil
Leitura:

A Uber anunciou que encerrará suas atividades na Colômbia no final de janeiro de 2020. De acordo com a plataforma, uma ordem judicial considerada "arbitrária" pela empresa de caronas condenou a Uber, nos últimos dias de 2019, a interromper as operações após a justiça local considerar que a plataforma violava as regras de concorrência.

Por meio de nota, a Uber afirmou que a decisão é uma violação do seu direito ao devido processo legal, disse ainda que usará todas as vias legais para defender os direitos de dois milhões de usuários e 88 mil motoristas no país. A empresa também culpou a falta de regulamentação para aplicativos de transportes na Colômbia por sua saída.

>> Lei que dispõe sobre transporte por aplicativo é regulamentada no Recife

A plataforma afirmou ainda que a Colômbia é o primeiro país da América a fechar suas portas para a tecnologia. “A Uber foi a primeira empresa a oferecer ao país uma alternativa de mobilidade inovadora e confiável. Hoje, seis anos depois, a Colômbia é o primeiro país do continente a fechar suas portas para a tecnologia”, afirmou a empresa.

A empresa falou também que as regulamentações da Colômbia estão desatualizadas e podem ameaçar seu status do país andino como o segundo destino mais popular da região para investimentos empresariais. Dentro da América Latina, a Colômbia só perde para o Brasil neste ranking.

De acordo com o jornal 'El Colombiano', membros da empresa disseram que iniciaram um processo judicial contra a Colômbia por causa de o país ter violado o Tratado de Livre Comércio (TLC) com os Estados Unidos.

Regulamentação

Nessa segunda-feira (13), o governo colombiano anunciou que irá trabalhar em conjunto com o Congresso para apresentar uma regulamentação da atividade e das condições em que empresas poderão prestar serviços de transporte.

A ministra de Transporte, Ángela María Orozco, disse que a discussão será feita com todos os interessados para que neste tipo serviço as pessoas tenham condições mínimas de segurança.

>> Conheça as novas medidas de segurança para motoristas e usuários de Uber no Brasil

Uber Eats

Apesar do encerramento das operações da Uber no país, a plataforma Uber Eats enviou mensagem de texto aos seus usuários para afirmar que continuará operando na Colômbia. O comunicado aconteceu momentos depois da empresa anunciar que sairia definitivamente das terras colombianas.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias