NOVA PNEUMONIA

Novo coronavírus provocou a nona morte na China; 440 estão infectados

Surto já se estende a 13 províncias do país

Katarina Moraes
Katarina Moraes
Publicado em 22/01/2020 às 9:15
Notícia
Foto: NICOLAS ASFOURI/AFP
Surto já se estende a 13 províncias do país - Foto: NICOLAS ASFOURI/AFP
Leitura:

A Comissão de Saúde da China informou que o novo coronavírus já provocou nove mortes e que 440 pessoas estão infectadas.

O surto teve início na cidade de Wuhan no mês passado e, agora, já se estende a 13 províncias do país.

Segundo uma autoridade chinesa, a Comissão de Saúde determinou que Wuhan adote as medidas mais rigorosas possíveis e limite concentrações públicas.

A autoridade disse que os membros da comissão vão cooperar com a Organização Mundial da Saúde (OMS) e outras nações.

Houve a confirmação de casos no Japão, na Coreia do Sul, na Tailândia, em Taiwan e nos Estados Unidos.

Muitos países estão reforçando checagens em antecipação às férias de Ano Novo Lunar. Espera-se que milhões de pessoas realizem viagens dentro e fora da China.

A OMS declarou que são necessárias mais informações para compreender o mecanismo de propagação do vírus.

A agência de saúde das Nações Unidas fará uma reunião de emergência nesta quarta-feira em Genebra, na Suíça.

O que é o coronavírus

Os coronavírus são uma grande família viral, conhecidos desde meados dos anos 1960, que causam infecções respiratórias em seres humanos e em animais. Geralmente, infecções por coronavírus causam doenças respiratórias leves a moderada, que vão desde um resfriado comum à Síndrome Respiratória Aguda (Sars). A maioria das pessoas se infecta com os coronavírus comuns ao longo da vida, sendo as crianças pequenas mais propensas a se infectarem. Os coronavírus comuns que infectam humanos são alpha coronavírus 229E e NL63 e beta coronavírus OC43, HKU1.

"Com base nas informações que temos, é possível que exista uma transmissão humana limitada, potencialmente entre famílias. Mas, neste momento, está muito claro que não temos uma transmissão humana constante", disse Maria Van Kerkhove, chefe interina da unidade de doenças emergentes da OMS.

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias