ELEIÇÕES 2014

Multidão lotou orla de Brasília Teimosa

Dezenas de ônibus mobilizados chegavam com a militância para adensar o comício de grandes proporções na do ex-presidente Lula (PT) e Dilma Rousseff (PT)

Carolina Albuquerque
Carolina Albuquerque
Publicado em 05/09/2014 às 7:00
Alexandre Gondim/JC Imagem
Dezenas de ônibus mobilizados chegavam com a militância para adensar o comício de grandes proporções na do ex-presidente Lula (PT) e Dilma Rousseff (PT) - Alexandre Gondim/JC Imagem
Leitura:

O movimento era intenso ao cair da noite de ontem em Brasília Teimosa. Dezenas de ônibus mobilizados chegavam com a militância para adensar o comício de grandes proporções na do ex-presidente Lula (PT) e Dilma Rousseff (PT), montado na orla da comunidade. Outros, uns de azul (cor do PTB) e outros de vermelho (cor do PT) chegavam a pé. O público lotou a área reservada ao comício. Segundo a PM, foram mais de 10 mil pessoas. 

O gerente de projetos Washington Lima, de 32 anos, disse que veio de Olinda. “Vim de forma voluntária. Porque Lula está aqui. Ainda continuo a acreditar na política e por isso vou votar. É o que move a sociedade”, contou. 

Ao ver o fluxo atípico pelos becos e ruas de Brasília Teimosa, teve até morador que comparasse o movimento em dia de ano novo. Foi justamente por conta do ato político que a pensionista Erotides Lima, 58 anos, visitou pela primeira vez a capital e a praia do Pina. Ao lado de vizinhos, ela veio de ônibus de Cortês, na Mata Sul. “Foi o ex-prefeito Ernane Borba que trouxe a gente. Gosto muito de Lula, vou votar sempre nele”, confessou. Sindicalistas também marcaram presença. Houve até quem fizesse uma faixa elogiando a Petrobrás, imersa em escândalos recentes. “A gente veio elogiar. Pois a Petrobrás está sendo usada numa tentativa de desgastar o governo”, contou o presidente da Sindsep, José Felipe.

Apesar do atraso, o público aguardou firme até o discurso de Lula, exaltado como “guerreiro do povo brasileiro” – mesma saudação feita ao ex-governador Miguel Arraes. No palco, duas lideranças comunitárias do bairro, ligadas ao PT, entregaram flores à presidente Dilma. Última a discursar, por volta das 22h40, a presidente discursou para um público em boa parte já disperso. 

Newsletters

Ver todas

Fique por dentro de tudo que acontece. Assine grátis as nossas Newsletters.

Últimas notícias