protesto

Sede da editora Abril é pichada durante protesto contra publicação da Veja

Grupo fez protesto em frente ao prédio e estendeu uma faixa acusando a revista de mentira

Do JC Online
Do JC Online
Publicado em 25/10/2014 às 0:22
Leitura:

O prédio onde funciona a sede da editora Abril, na Zona Oeste de São Paulo, foi alvo de pichação na noite desta sexta-feira durante protesto realizado por um grupo contrário à publicação da revista Veja desta semana. Segundo a revista, o doleiro Youssef disse em depoimento à Polícia Federal e ao Ministério Público Federal que Dilma e Lula sabiam do esquema de corrupção da Petrobras.

Os manifestantes jogaram lixo no prédio, fizeram pichações e colocarm uma faixa em que estava escrita a frase "Veja mente! Pig".

Candidata à reeleição, Dilma acusou a revista de fazer'terrorismo eleitoral'. Em seu perfil nas redes social, a presidente disse "Veja fracassará no intento criminoso, ela não ficará impune. A justiça livre desse país vai condená-la por esse crime. A Veja comete esta barbaridade contra mim e contra o presidente Lula sem apresentar a mínima prova. Isso é um absurdo isso é um crime", diz no Twitter.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias