Eleição 2018

Bolsonaro tem 40% dos votos e Haddad tem 25%, diz Datafolha

Ciro Gomes e Geraldo Alckmin vê logo em seguida, com 15% e 8% dos votos válidos, respectivamente

Renata Monteiro
Renata Monteiro
Publicado em 06/10/2018 às 21:03
Foto: Agência Brasil
Ciro Gomes e Geraldo Alckmin vê logo em seguida, com 15% e 8% dos votos válidos, respectivamente - FOTO: Foto: Agência Brasil
Leitura:

A mais recente pesquisa Datafolha, divulgada neste sábado (6), mostra o presidenciável Jair Bolsonaro (PSL) despontando com 40% dos votos válidos, seguido de Fernando Haddad (PT), que possui 25% da preferência do eleitorado. Seguem os primeiros colocados Ciro Gomes (PDT) e Geraldo Alckmin (PSDB), com 15% e 8% das intenções de voto, respectivamente. Os demais candidatos não ultrapassam 3% dos votos válidos, obtidos após a exclusão dos brancos, nulos e indecisos da amostra.

Quando observados os votos totais (com brancos, nulos e indecisos), Bolsonaro fica com 36% das intenções de voto, Haddad, 22%; Ciro, 13%, e Alckmin, 7%. Marina Silva (Rede) e João Amoêdo (Novo) contabilizam 3%, Álvaro Dias (Podemos) e Henrique Meirelles (MDB), 2%; Cabo Daciolo (Patriota) e Guilherme Boulos (Psol), 1%. Verá Lúcia (PSTU), João Goulart Filho (PPL) e Eymael (DC) ficaram com 0% das intenções de voto. Votos brancos e nulos chegam a 6% do eleitorado e 4% afirmaram que não sabiam responder.

REJEIÇÃO

Quando questionados em que Presidente da República não votariam de jeito nenhum, 44% dos pesquisados escolheram Bolsonaro, 41% citaram Haddad, 31% mencionaram Marina e 24% optaram por Alckmin. Ciro Gomes foi lembrado por 21% dos eleitores e Meirelles por 15%, mesmo percentual alcançado por Guilherme Boulos, Daciolo e Álvaro Dias.

Eymael é rejeitado por 14% dos eleitores, Vera por 13%, Amoêdo e joão Goulart Filho por 12%. Não sabe ou não respondeu corresponde a 3% deste grupo. Votaria em qualquer um, 1%. Rejeita todos, 2%. Neste levantamento, os entrevistados podem citar mais de um candidato, por isso, os resultados somam mais de 100%.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias