ELEIÇÕES 2018

PSB apoia Haddad, mas libera Márcio França e Rollemberg

Em São Paulo e no Distrito Federal, governadores vão decidir posição do PSB

Paulo Veras
Paulo Veras
Publicado em 09/10/2018 às 17:52
Foto: reprodução do Twitter
Em São Paulo e no Distrito Federal, governadores vão decidir posição do PSB - FOTO: Foto: reprodução do Twitter
Leitura:

A Executiva Nacional do PSB aprovou nesta terça-feira (9) o apoio formal do partido à candidatura do ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad (PT) no segundo turno da disputa presidencial. A sigla, porém, liberou os governadores de São Paulo, Márcio França, e do Distrito Federal, Rodrigo Rollemberg, para se posicionarem nos seus estados.

"Eles vão decidir como vão conduzir suas campanhas. Nós asseguramos a liberdade que eles têm. E sabemos que eles vão tomar a decisão mais correta dentro da situação que cada um vive nos seus estados", afirmou o presidente nacional do partido, Carlos Siqueira.

França apoiava Geraldo Alckmin (PSDB) e Rollemberg defendia Ciro Gomes (PDT) no primeiro turno da corrida presidencial. Ambos disputam o segundo turno em estados onde Jair Bolsonaro (PSL) venceu no primeiro turno.

Após a reunião, Siqueira, evitou dizer à imprensa se há veto a que os governadores endossem a candidatura de Bolsonaro.

Em Pernambuco, o governador Paulo Câmara (PSB) já apoiava Haddad no primeiro turno e prometeu se engajar no segundo turno da campanha petista.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias