DISPUTA

Haddad entra na Justiça contra Bolsonaro por insistir em 'kit gay' na eleição

O candidato à Presidência da República pelo PSOL, Jair Bolsonaro, publicou um vídeo nas redes sociais associando o suposto ''kit gay'' a Haddad

Rute Arruda
Rute Arruda
Publicado em 26/10/2018 às 18:24
Foto: Rovena Rosa
O candidato à Presidência da República pelo PSOL, Jair Bolsonaro, publicou um vídeo nas redes sociais associando o suposto ''kit gay'' a Haddad - FOTO: Foto: Rovena Rosa
Leitura:

A campanha do candidato ao PT ao Planalto, Fernando Haddad, protocolou na Justiça uma representação eleitoral por notícias falsas contra o candidato Jair Bolsonaro (PSL) por causa do uso nas redes sociais do termo "kit gay" para atacar o petista.

Nas redes sociais, Bolsonaro publicou um vídeo associando o suposto "kit gay" a Fernando Haddad. Após a publicação do vídeo de Bolsonaro, no Twitter, Haddad também se manifestou nas redes sociais contra o capitão do exército. "Vai continuar espalhando notícias falsas e afrontando o TSE, deputado? Segue demonstrando desprezo pelas instituições e pela sabedoria do povo brasileiro", disse Haddad.

TSE

Decisão recente do TSE apontou que o "kit gay" nunca existiu. No despacho, o órgão eleitoral chegou a suspender links de sites e redes sociais com a expressão, usada por Bolsonaro para atacar o petista.

Na representação, a equipe de Haddad pede "a condenação dos divulgadores da propaganda eleitoral irregular à obrigação de retirar definitivamente os conteúdos ofensivos indicados."

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias