Tribunal de Contas da União

Kassab e Pezão formarão grupo de trabalho para acelerar obras no TCU

O ministro disse que o problema não se restringe ao Rio e que ministros e prefeitos já relataram atrasos da mesma natureza nesses primeiros dias de governo

Da Agência Brasil
Da Agência Brasil
Publicado em 14/01/2015 às 15:19
Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
O ministro disse que o problema não se restringe ao Rio e que ministros e prefeitos já relataram atrasos da mesma natureza nesses primeiros dias de governo - FOTO: Foto: Wilson Dias/Agência Brasil
Leitura:

O ministro das cidades, Gilberto Kassab, e o governador do Rio de Janeiro, Luiz Fernando Pezão, se reuniram no fim da manhã de hoje (14) para discutir o andamento de projetos. Após o encontro, os dois anunciaram a formação de um grupo de trabalho para atuar no Tribunal de Contas da União e acelerar o andamento de obras públicas.

"Não é protestar. É criar um grupo de trabalho para ajudar o tribunal a cumprir sua missão", disse o ministro. Segundo Kassab, "observações muito rigorosas" do tribunal em relação a aditivos e modificações em obras em execução têm causado atrasos. "A prática [de modificar projetos] é comum no Brasil e em qualquer lugar do mundo. Ela precisa ser rediscutida", acrescentou.

O ministro disse que o problema não se restringe ao Rio e que ministros e prefeitos já relataram atrasos da mesma natureza nesses primeiros dias de governo. Procurado, o Tribunal de Contas da União ainda não se pronunciou sobre o tema até a publicação da matéria.

Kassab também respondeu sobre ajustes na economia. Informou não acreditar que o Ministério das Cidades terá cortes, por tratar de ações de âmbito social. "Nas áreas sociais será evitado ao máximo qualquer corte. Se acontecerem, será em dimensão muito suave", ressaltou. Exemplificou o programa habitacional Minha Casa, Minha Vida como ação que não deve ter cortes orçamentários.

O jornalismo profissional precisa do seu suporte. Assine o JC e tenha acesso a conteúdos exclusivos, prestação de serviço, fiscalização efetiva do poder público e muito mais.

Apoie o JC

Últimas notícias